Aumento do preço dos alimentos

  Aumento do preço dos alimentos


A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) está acompanhando o pacote fiscal do governado estadual, criado para equilibrar o orçamento paulista em 2021 - Projeto de Lei 529/2020, encaminhado à Assembleia Legislativa em agosto.

A proposta aumenta genericamente para 18% a alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), agravando a taxação dos vários segmentos rurais que hoje recolhem abaixo disso. Haverá, ainda, impacto relativo aos preços de insumos e implementos.

"Aquele produto que poderia custar o quilo dois reais, poderá custar três reais ou três e cinquenta. Isso para os produtos básicos, com carne, ovos, arroz e feijão", explica Tirso de Salles Meirelles, vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp).

Onerar o setor agropecuário trará danos à sociedade, prejudicando os elos da cadeia agropecuária e, principalmente, todos os consumidores que arcarão com os altos custos dos alimentos.

Os porta-vozes da FAESP estão disponíveis para conceder entrevista. Caso haja interesse, por favor, entre em contato .







Atendimento à imprensa - Ricardo Viveiros & Associados Oficina de Comunicação
Gerente de conta: Ricardo Filinto
E-mail: ricardo.filinto@viveiros.com.br
Analista de atendimento: Ágata Marcelo
E-mail: agata@viveiros.com.br
Tel.: (11) 9 5460-0217 / (11) 9 4356-2352 / (11) 9 8585-6702

APOIE, COLABORE