Google

COMO AS EDTECHS TÊM SIDO O BRAÇO DIREITO NA RETOMADA DAS AULAS PRESENCIAIS

 


Estamos vivendo um momento muito delicado na área da educação, em que, devido a pandemia do novo coronavírus, as instituições de ensino tiveram que suspender as aulas. Agora, com o afrouxamento das medidas de isolamento social, especialistas, profissionais aliados e autoridades do setor têm falado sobre a volta do período letivo e aulas presenciais.

Mas, com a mudança do sistema de ensino, adoção de novas tecnologias e uso constante de aplicativos, plataformas e conteúdos digitais educacionais farão parte do dia a dia dos alunos e passarão ser ferramentas indispensáveis no processo de aprendizagem e no acompanhamento dos pais e mestres, principalmente nesse período de retomada. Confira abaixo alguns exemplos:

Desenrolado - Maior produtora de conteúdo digital educacional do Brasil, a edtech tem como objetivo melhorar o engajamento dos alunos durante processo de aprendizagem por meio de videoaulas personalizadas, vlog, audiolivro, chats, podcasts, trilhas digitais, dentre outros materiais educacionais. A empresa já conta com mais de 20 mil conteúdos produzidos e 500 mil alunos impactados.

EducareBox - Com essa plataforma, os pais podem se programar de acordo com as atividades dos filhos. A startup acelerada pelo programa InovAtiva Brasil oferece uma solução completa para melhorar a organização de estudantes e responsáveis por meio de um cronograma de atividades criado de forma que os pais gerenciem suas próprias rotinas de atividades. Coordenadores e professores poderão realizar análises de áreas de dificuldade de alunos, progressão de notas e presenças.

Qranio - a Qranio é uma plataforma mobile de aprendizagem que utiliza os conceitos de microlearning e gamificação para transformar o ensino mais lúdico e estimular os usuários a se envolverem com conteúdos educacionais a todo momento. Por meio do aplicativo, é possível brincar e aprender sozinho, ou ainda desafiar os amigos para um duelo em categorias que vão desde conhecimentos gerais até Cultura Pop, com trilhas de matemática, geografia, língua portuguesa, história, dentre outras. Também é possível trocar as Qi$, moedas virtuais da startup, por prêmios reais.


Sambatech - Eleita pela FastCompany como uma das companhias mais inovadoras da América Latina a Sambatech tem como propósito levar o conhecimento a todos os cantos do país. Desenvolvemos soluções de tecnologia para ajudar empresas, cursos livres, preparatórios e instituições de ensino, à fazer com que o seu conhecimento chegue à sua audiência - alunos e funcionários - com qualidade, escalabilidade, interatividade e segurança.

Inteceleri: A startup acelerada pelo InovAtiva Brasil 2016.1 desenvolveu duas ferramentas para deixar o ensino-aprendizado mais divertido: o Matematicando, jogo educativo digital que utiliza a cor como gatilho de memória e promove exercício neurolinguístico e o Geometricando que, por meio de realidade virtual, reconhece formas geométricas regulares. O objetivo da startup é ajudar o aluno e o professor no ensino e aprendizado das operações básicas de matemática que contribuirá com o aumento do índice de educação matemática dos estudantes brasileiros.