Como manter a identidade visual em uma Startup em crescimento

 



Como manter a identidade visual em uma Startup em crescimento

Autor: Ramon Marques, Diretor de Arte Sênior da Printi

A identidade visual de uma marca é muito importante, é através dela que seu posicionamento e identificação ficam evidentes para os consumidores. Quantas não conseguimos identificar só de ver um logo, uma letra, a fonte ou até mesmo a cor?

O design tem sido um diferencial em um mundo cada vez mais competitivo para as empresas, por isso a identidade visual precisa ser levada a sério em todas as áreas, produtos e comunicados. Manter uma uniformidade na identidade visual em todos os pontos de uma companhia é um desafio, principalmente em uma startup em crescimento. À medida que ela cresce e aumenta a demanda da área de design, a tendência é que haja uma dispersão da unidade visual ou até mesmo um maior tempo de criação.

Quanto mais a área cresce e contrata novos designers, aumentam as ideias de tipografias e padrões, resultando em mais variedade, o que não é exatamente bom para a identidade visual da marca. Ter uma espécie de âncora para definir o foco das peças é fundamental para manter uma unidade em uma área onde a criatividade e as possibilidades são infinitas.

Para ajudar a manter essa unidade e facilitar a utilização da identidade visual por todas as áreas, muitas empresas têm adotado o Design System, um conjunto de padrões de design com o objetivo de manter a consistência visual e funcional. Esse sistema ajuda não só a manter a unidade, como também auxilia a agilizar e facilitar o processo criativo dos designers e no entendimento das demais áreas sobre a identidade da marca.

Desenvolver esses pilares e padrões bem estabelecidos com o objetivo de manter um norte na hora de desenvolver novos componentes é uma das chaves para manter a unidade. Pode parecer simples, mas demanda uma análise de toda a identidade visual da startup para que ela não se perca e seja bem representada, ao mesmo tempo que não engesse o processo criativo e permita a versatilidade.

Aqui na Printi, por exemplo, conforme a empresa cresceu e passou de uma Startup para uma Scale-up, vimos a necessidade de definir pilares para guiar o processo criativo e suportar o aumento das demandas internas e externas. Implantamos o Design System não só como um produto interno, mas também para nossos clientes. Todos os itens comercializados pela empresa são personalizáveis, ou seja, podem ser customizados de acordo com a demanda do cliente. Muitas vezes isso exige um trabalho do nosso time de designers, seja para adaptar a ideia do consumidor ou até mesmo para criá-la do zero.

Para auxiliar o processo criativo do nosso time, desenvolvemos um conceito chamado "Peça por Peça" no qual enxergamos a construção de um design coeso como um quebra-cabeças. Dentro deste conceito, consideramos 5 pilares, que juntos e em harmonia contribuem para a criação, são eles: o Conceito artístico, o norte da criação; Elementos em harmonia, coesão entre os elementos que compõem a peça; Qualidade do elemento, o encaixe da peça com o resto dos elementos; e o Designer como dono, o designer cria as peças e todo o design.

Com essa estruturação conseguimos agilizar o processo de criação e manter uma unidade em nossos produtos. Além disso, o nosso Design System e nosso conceito "Peça por Peça" nos permite criar e inovar com mais eficiência nas demandas dos clientes.

Ter uma identidade visual coesa é importante para todas as empresas, inclusive para as Startups. Essa identidade pode sofrer variações de acordo com o tempo e o crescimento da empresa, isso é normal e esperado. O importante é que ela reflita o posicionamento, os objetivos, missão, valores e as qualidades de sua startup.