Google

Fisioterapuetas se tornam essenciais na volta aos treinos presenciais

 Esportes Olímpicos: Fisioterapuetas se tornam essenciais na volta aos treinos presenciais (Outubro é o mês desses importantes profissionais)


Os atletas contam com os profissionais para evitar lesões no retorno aos treinos após meses de isolamento



Dr. Bruno Secco, em suas atividades no Esporte Clube Pinheiros (Foto: Instagram)

Em outubro é comemorado o dia do Fisioterapeuta, que desde 1969 é uma profissão regulamentada no Brasil. Devido ao COVID-19, o mundo e os atletas entraram em isolamento social. Os jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados para 2021, e os atletas de alto rendimento estão voltando a suas rotinas de treinos. Muitos países já estão flexibilizando essa determinação, de acordo com os protocolos da OMS (Organização Mundial da Saúde), mas como evitar lesões, dos atletas, no retorno das atividades?!

É justamente neste âmbito que entram os profissionais de fisioterapia desportiva, o Esporte Clube Pinheiros, maior responsável por levar atletas de alto rendimento para competições internacionais como as Olímpiadas, conta com uma equipe multidisciplinar que também contempla a fisioterapia aos atletas. Por meio de um criterioso processo de seleção, o Clube conta com uma equipe qualificada de fisioterapuetas internos.

Para Fábio Ferraro, diretor de esportes olímpicos do ECP, "Essa equipe que acompanha diariamente os atletas cuidam para que os atletas estejam bem preparados para as competições. As Olimpíadas se aproxima e exigirá muito dos atletas. Então este acompanhamento antes, durante e após a competição é de extrema importância"" finaliza Ferraro.

No clube, cada modalidade têm uma equipe específica que acompanha e avalia os atletas. Em 2019, o Esporte Clube Pinheiros fez uma série de entrevistas com os profissionais que atuam na área dentro do Clube. Dentre eles, o doutor Bruno Secco, que destacou: " É um trabalho de bastidores onde cuidamos do corpo do atleta, da condição física e psicológica, o esportista tem que ter uma confiança muito forte com o seu trabalho. O maior diferencial é estar sempre atualizado, ser verdadeiro, comunicativo com a comissão. E com a ajuda de um departamento forte e uma equipe multidisciplinar conseguimos cumprir o nosso papel",explica Secco que atua com a equipe de basquete desde 2011.

Todo este trabalho se reflete diretamente nos resultados dos atletas durante a competição. Para Alex Souza, uma das promessas a medalha paralímpica, e que voltou a treinar no clube "Os treinos ainda tem restrições mas tenho todo apoio e acompanhamento irrestrito no Pinheiros. E isso faz todo o diferencial para esta preparação", finaliza Alex. Ele recebe acompanhamento médico, fisioterápico e psicológico no Clube, assim como a parte da equipe técnica que o acompanha desde 2010.

Sobre o Esporte Clube Pinheiros
O ECP- Esporte Clube Pinheiros - nasceu em 1899 com a vocação para o esporte, cultura e educação. Com mais de 38.500 mil associados, a instituição entrega ao mundo atletas de alto rendimento, ensino de qualidade, e atividades dentro e fora do ECP que resgatam a sinergia entre as pessoas. Trata-se do maior clube da América Latina que agrega pessoas de várias faixas etárias, etnias, nacionalidades, e etc. A diversidade e o respeito são as nossas bases. Com uma infraestrutura adequada e tecnológica, o Clube torna-se referência no esporte para os associados, parceiros, e brasileiros.


Para mais informações de imprensa: Queissada Comunicação
Excelência em RP e Digital Full Service
Juliana Queissada- contato@queissada.com.br-(11) 99813 6291
Gerente de comunicação

Verônica Andrade- atendimento@queissada.com.br - (11) 97468 1309
Jornalista especializada em educação, intercâmbio e esportes