Medo da vida pós confinamento gera nova onda de ansiedade


Que a pandemia instaurada pelo coronavirus potencializaria os níveis de ansiedade da população não era novidade mas à medida que a quarentena passa a sofrer um relaxamento em vários locais do país, estamos tendo cada vez mais relatos de um novo tipo de ansiedade: a ansiedade pós-quarentena. Esta ansiedade se caracteriza pelo medo ou a preocupação de retornar à vida normal e deixar o confinamento e varia desde a preocupação de estar em espaços públicos até o medo de sair de casa em geral.

Como será a vida após a quarentena? Como vou me adaptar? Será que estamos seguros? Estas questões e receios são totalmente normais. O grande problema é quando este sentimento começa a interferir em sua vida cotidiana desencadeando crises de ansiedade.

Para explicar melhor como identificar a ansiedade pós-quarentena e como superá-la, conversamos com Guilherme Alves, hipnoterapeuta que vêm auxiliando várias pessoas neste período.

O que é a ansiedade pós-quarentena?

A ansiedade pós-quarentena foi um tema discutido pela Anxiety UK, entidade filantrópica britânica estuda o distúrbio, descrevendo a ansiedade em questão como uma preocupação em relação à vida tendo em vista que as regras de quarentena foram facilitadas.

Embora muitas pessoas tenham sido incomodadas pelo confinamento, é da natureza dos humanos se adaptar e se ajustar. Uma vez que nos ajustamos ao modo de vida restrito, alguns podem sentir ansiedade quanto a como será a vida quando não houver mais bloqueios. Uma vez que existem muitas possibilidades desconhecidas, pode fazer com que as pessoas se preocupem e entrem nas crises de ansiedade ao cogitar um futuro não satisfatório.

Como você sabe quando está sentindo ansiedade ?

Alguns dos principais sinais a serem observados incluem: pensamentos recorrentes ou preocupações sobre o futuro, sentir-se inseguro ou tenso, problemas para dormir, compulsão por notícias sobre o virus e regras da quarentena e até mesmo possível ataques de pânico.

A ansiedade de retornar ao mundo exterior pode ser benéfica?

Um pouco de medo e ansiedade é útil porque nos impede de ser imprudentes e irresponsáveis. Ter uma ansiedade saudável pode estimular o distanciamento social, por exemplo, mas o excesso de ansiedade pode causar problemas de saúde mental e levar a estratégias de enfrentamento nocivas como bebidas, drogas, automedicação e excesso de alimentação. Como a ansiedade é um sentimento desagradável, muitas pessoas recorrerem a estes recursos visando alterar seu estado emocional.

Temos que entender que toda cautela em exagero é prejudicial e, neste caso, pode causar agorafobia, o medo de sair de casa transformando a vida em confinamento no novo modo de vida normal.

Como evitar e tratar esta ansiedade?

Tire um dia de cada vez e tente não pensar sobre como será a vida daqui para frente. Deixe ela acontecer e ir te mostrando como as coisas serão. Concentre-se apenas no hoje. Técnicas como a meditação e o mindfulness são extremamente úteis para levar a sua atenção para este momento presente.

Aceite que existem coisas que você não pode controlar e muitas que você pode; você não pode controlar o vírus mas pode controlar quantas notícias você consome e quanto tempo dedica para pensar sobre uma vida pós-quarentena.

Concentre-se em estratégias positivas de enfrentamento, como exercícios, caminhar ao ar livre e tomar ar fresco. Tente evitar hábitos nocivos como o tabagismo e o alcoolismo.

Guilherme Alves