Google

Novembro Azul: Exame preventivo dura 15 segundos e é indolor, afirma urologista

 



O medo dos impactos dos tratamentos na sexualidade masculina é uma das principais barreiras para a prevenção e diagnóstico precoce

São Paulo, novembro de 2020 - A campanha Novembro Azul tem a missão de conscientizar a população masculina sobre a importância da prevenção do câncer de próstata, que em dez anos será o tumor que mais matará homens no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) indicam que existem aproximadamente 66 mil pacientes com câncer de próstata no Brasil em 2020. É consenso entre especialistas que o diagnóstico precoce aumenta chance de cura. Por isso, os cuidados regulares com a saúde do homem são fundamentais para identificar a doença rapidamente, de acordo com o urologista supervisor de qualidade do CEJAM, Rodolfo Santana.

A Sociedade Brasileira de Urologia estabelece que homens após os 50 anos e aqueles com mais de 45 anos e histórico familiar de câncer de próstata devem discutir com seu urologista os riscos e benefícios dos exames preventivos para a doença, que geralmente são a associação da dosagem no sangue de uma proteína chamada PSA e o toque retal, que dura 15 segundos e é complemente indolor. "O medo de fazer acompanhamento por conta deste exame é um grande mito da saúde masculina", diz o urologista.

Como o câncer de próstata possui uma evolução lenta e assintomática na maioria dos casos, os homens costumam tomar conhecimento da doença já em estágios avançados, o que inviabiliza a cura. "A maioria dos casos de câncer de próstata é assintomática no diagnóstico. É uma doença silenciosa que requer um acompanhamento periódico, principalmente em afrodescendentes, que têm maior chance de desenvolver a doença", avalia Santana.

A idade é um fator de risco para o câncer de próstata, afinal a maioria dos casos acontece em homens com mais de 65 anos. "Além disso, um histórico familiar é preponderante, uma vez que pacientes com parentes de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata mais do que duplica sua chance de desenvolver a doença", explica o médico. A obesidade e a alimentação excessiva de gorduras saturadas e proteínas são fatores que possivelmente favorecem o desenvolvimento deste tumor. Por isso, além do acompanhamento preventivo, é importante manter hábitos saudáveis, como exercícios físicos e dietas balanceadas.

Atualmente, o sistema público de saúde oferece vários tipos de tratamentos para esta doença, desde cirurgias de remoção da próstata, radioterapia e uso de hormônios, que podem interferir na função sexual e urinária dos homens. "A maioria dos pacientes que faz a cirurgia apresenta piora da sua função erétil ou até mesmo incontinência urinária. Contudo, já existem formas preventivas para trabalhar a recuperação peniana antes mesmo da cirurgia com medicamentos e fisioterapia, reduzindo assim as sequelas", explica o médico.

Para esclarecer estes mitos e dúvidas sobre a saúde masculina e o câncer de próstata, o CEJAM realizará no dia 5 de novembro às 11h uma transmissão ao vivo no Youtube. Para assistir, acesse o Canal do Youtube do CEJAM .

Sobre o CEJAM

O Centro de Estudos e Pesquisas "Dr. João Amorim" (CEJAM) é uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos. Fundada em 1991, a instituição atua em parceria com prefeituras locais ou com o Governo do Estado no gerenciamento de unidades, serviços e programas de saúde nos municípios de São Paulo, Rio de Janeiro, Mogi das Cruzes, Itu, Osasco, Embu das Artes, Cajamar, Campinas, Carapicuíba, Franco da Rocha, Guarulhos, Santos e Francisco Morato.

Com a missão de ser instrumento transformador da vida das pessoas por meio de ações de promoção, prevenção e assistência à saúde, o CEJAM é considerado uma Instituição de excelência no apoio ao Sistema Único de Saúde (SUS). Para mais informações, acesse: http://cejam.org.br/

Informações à imprensa: Máquina Cohn & Wolfe
cejam@maquinacohnwolfe.com


55 11 3147-7490

55 11 98422-3954