Google

Smartphone é o principal dispositivo de acesso às aulas online na rede pública de ensino

 


Dispositivo é usado por 71% dos alunos, enquanto que nas instituições particulares o computador é a ferramenta de acesso, usado por 70% dos estudantes

A mais recente pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box - Crianças e Smartphones no Brasil, realizada entre 9 e 28 de setembro de 2020 com 1.982 brasileiros que acessam a Internet, possuem smartphone e são pais de crianças de 0 a 12 anos, descobriu que o smartphone é o principal dispositivo de acesso às aulas online na rede pública de ensino, sendo usado por 71% dos alunos. Nas instituições particulares o computador é a ferramenta de acesso de 70% dos estudantes, contra 45% dos alunos da rede pública.

Entre outros dispositivos, na rede pública o tablet é utilizado por 16% e o aparelho de TV também por 16%. Na rede particular, o smartphone é usado por 48% dos estudantes, o tablet por 20% e a TV por 13%. A TV foi incluída na pesquisa por conta da transmissão de aulas de ensino público em alguns estados e também por conta do uso de smart TVs para navegação na Internet.

A pesquisa também apurou que entre os pais cujos filhos estudam em instituições particulares, 90% afirma que a escola adotou aulas online. Na rede pública, este percentual cai para 69%. A aplicação de lição de casa online também é maior entre escolas privadas (91%) que entre as públicas (79%).

Participação nas aulas remotas - Sobre a participação nas atividades online relacionadas às aulas no período da pandemia, a pesquisa apurou que 68% alunos da rede particular assistem a todas as aulas, contra 58% da rede pública. No entanto, na rede pública o percentual é maior entre os alunos que assistem à maioria das aulas: 26%, contra 21% dos colegas da rede particular. Outra descoberta é que na rede pública 7% afirma assistir a metade das aulas, contra 5% entre os colegas da rede particular. Entre os alunos que não estão acompanhando as aulas remotas, na rede pública o percentual é de 4%, e na rede particular, 2%.

Crianças com acesso a smartphones - 61% das crianças de 0 a 3 anos têm acesso a smartphone, seja próprio ou dos pais. A proporção sobe conforme a idade e alcança 95%. Entre 7 e 9 anos, a proporção que usa smartphone por três horas ou mais por dia saltou de 30% para 43% em um ano, aumento decorrente provavelmente da pandemia, na avaliação dos organizadores do levantamento.

Aplicativos preferidos - O WhatsApp é o mais usado pelas crianças e registrou aumento de 36% para 50% em um ano em sua base de acesso entre as crianças de 7 a 9 anos. O Youtube Kids registrou queda de 10 pontos percentuais no grupo de crianças de 0 a 3 anos: baixou de 69% para 59% a proporção que usa o app nessa faixa etária (entre os que têm acesso a smartphones). O TikTok é usado por 36% das crianças brasileiras de 0 a 12 que têm acesso a um smartphone, à frente de Facebook, Instagram e Google.

A pesquisa tem validade estatística, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais e grau de confiança de 95% e estudo completo pode ser baixado em www.panoramamobile.com.br

---------------------------------------

Informações para a Imprensa

Wilians Geminiano
+55 (11) 2743-6722 / (11) 99869-3943
agencia@fontemidia.com.br
FonteMidia Americas

Outras notas de imprensa podem ser obtidas em www.fontemidia.com.br