Autonomia do professor

Contreras (2002), ao analisar a autonomia dos professores, afirma que a autonomia profissional não só define a necessidade de mediar interesses, mas também de uma distância crítica em relação aos interesses da comunidade. Para o autor, a autonomia profissional:( faz com que o ensino ultrapasse as limitações ao estabelecer um compromisso com os valores educativos) 

Comentários