Google

Tecnologia da Informação é a profissão do futuro: mas com tantas opções, como escolher?

 





Tecnologia da Informação é a profissão do futuro: mas com tantas opções, como escolher?

Especialistas e coordenadores dos cursos de graduação do Senac São Paulo detalham algumas opções de acordo com perfil do interessado e atuação na prática

As profissões ligadas à área da Tecnologia da Informação estão em alta. Segundo pesquisa da Brasscom, atualmente, a oferta de 46 mil pessoas formadas no ensino superior é insuficiente para atender a demanda de cerca de 70 mil vagas de emprego que serão abertas até 2024 no Brasil.

De olho neste mercado, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre qual curso devem escolher, já que existem muitas opções. No Centro Universitário Senac, por exemplo, é possível cursar graduação em tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, bacharelado em Ciência da Computação, bacharelado em Engenharia de Computação, tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação, tecnologia em Redes de Computadores, tecnologia em Sistema para Internet e bacharelado em Sistemas de Informação.

Para que a escolha seja mais assertiva, os coordenadores dos cursos de graduação e especialistas da área de tecnologia da informação do Senac São Paulo detalharam melhor o que cada formação pode oferecer ao interessado, área de atuação e o que é a função na prática. "Como é um mercado muito amplo, as formações não são limitantes, ou seja, mesmo que o estudante faça um curso específico na área, existe a possibilidade de atuar em outro segmento. Porém, é importante se manter atualizado conforme as necessidades do mercado de TI. A graduação é capaz de dar um norte profissional e, para facilitar a escolha, mostramos os caminhos mais comuns", afirma Ozeas Vieira Santana Filho, coordenador na área de tecnologia da informação do Senac São Paulo.

Perfil dos cursos:

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Perfil do estudante: gostar de desenvolver softwares e sistemas digitais.

O que aprende na sala de aula: analisar, projetar, especificar, documentar, testar, implementar e fazer a manutenção dos sistemas. O curso prepara profissionais para atender a demandas complexas tanto para desktop como web.

Área de atuação: principalmente empresas de tecnologia, planejamento, desenvolvimento de projetos, assistência técnica e consultoria

Função do profissional na prática: analista de sistemas, analista de suporte técnico, desenvolvimento de softwares, entre outras.

Ciência da Computação

Perfil do estudante: gostar de matemática e ter senso lógico.

O que aprende na sala de aula: o estudante é motivado a desenvolver e implementar soluções computacionais complexas.

Área de atuação: suporte e infraestrutura dos sistemas computacionais (redes de computadores e internet, sistemas operacionais, ferramentas de desenvolvimento de programas de computadores). Desenvolvimento de soluções computacionais para áreas como automação, robótica, música, educação e construção civil entre outras.

A função do profissional na prática: analista de sistemas, arquitetura de software, ensino e pesquisa, gerência de TI, analista de segurança de redes, entre outras.

Engenharia de Computação

Perfil do estudante: gostar de construir hardwares e softwares.

O que aprende na sala de aula: desafios reais de mercado como projetar e construir hardwares e softwares altamente eficientes. O curso se destaca pelo foco na indústria 4.0 e tecnologia das coisas (IoT).

Área de atuação: desenvolver, implementar, adaptar, industrializar, instalar e manter sistemas computacionais. Poderá ainda, projetar, desenvolver e implementar equipamentos e sistemas que integram hardware e software.

A função do profissional na prática: engenheiro, automação industrial e robótica, consultorias e startups, entre outras.

Gestão da Tecnologia da Informação

Perfil do estudante: gosta de liderar equipes.

O que aprende na sala de aula: infraestrutura de TI, os componentes de hardware (datacenter, servidores, armazenamento, redes, segurança), software e os principais conceitos de arquitetura, tecnologia e formas de contratação. Além da parte técnica, o aluno tem contato com questões legais, modelos de gestão.

Área de atuação: gerência de projetos com foco em desenvolvimento e infraestrutura (suporte e monitoração). Também poderá atuar em segmentos da área de informática, como por exemplo: administrar recursos de infraestrutura física e lógica dos ambientes informatizados; definir parâmetros de utilização de sistemas (segurança, acessos, recursos, e procedimentos em redes e em programas); controlar os níveis de serviço de sistemas operacionais e banco de dados; e também gerenciar os sistemas implantados em redes e em programas.
A função do profissional na prática: gerência de desenvolvimento de sistemas, gerência de produção de TI, gerência de projetos em TI, gerência de rede, Gerência de segurança em TI, entre outras.

Redes de Computadores

Perfil do estudante: inquietos que buscam implementar e fazer a manutenção em redes de computadores.

O que aprende e desenvolve na sala de aula: tecnologias para redes de computadores, segurança de redes de computadores e gestão operacional e negócios em redes. Durante o curso, o estudante desenvolve soluções, projeto, identifica problemas de rede, comunicação de dados e segurança da informação.

Área de atuação: responsável por fazer o monitoramento de segurança e o projeto de redes, a implementação, configuração e a instalação junto a outros profissionais de TI.

A função do profissional na prática: atuar na área de infraestrutura de TIC com foco nas redes de comunicação de dados, entre outras.

Sistemas de Informação


Perfil do estudante: afinidade com matemática, cálculos, algoritmos.
O que aprende na sala de aula: o curso prepara o estudante para entender as organizações e gerenciar sistemas de informação. Além disso, desenvolve habilidades empreendedoras.
Área de atuação: especificar soluções de software para sistemas de informação, produzir e desenvolver softwares. Avaliar e implantar software em contextos sociais e organizacionais de sistemas de informação. Além de gerir os sistemas de informação e a arquitetura de tecnologia da informação, considerando seu alinhamento aos objetivos estratégico-organizacionais.
A função do profissional na prática: analista de sistemas, administração de redes, arquitetura da informação, gestão de banco de dados, gestão de projetos de TI, entre outras.

Sistemas para Internet

Perfil do estudante: gosta de matemática e de banco de dados
O que aprende na sala de aula: focado nas demandas do mercado de trabalho, o curso é prático e forma profissionais para desenvolver aplicações em qualquer tecnologia, utilizando as mais atuais ferramentas do mercado.


Área de atuação: desenvolvedor web completo, com conhecimentos sólidos tanto em FrontEnd como BackEnd. Este curso superior forma profissionais altamente qualificados para desenvolver aplicações em qualquer tecnologia, utilizando as melhores e mais atuais ferramentas do mercado. O curso é muito prático, atualizado e foca nas demandas do mercado.


A função do profissional na prática: analista de teste, desenvolvimento de backend e frontend, gestão de banco de dados e webmaster.

O Centro Universitário Senac está com inscrições abertas para o Vestibular Digital do 1º semestre de 2021, até o dia 29 de fevereiro, por meio do site do Senac: http://www.sp.senac.br/vestibular. Para conhecer a lista completa de cursos na área de Tecnologia da informação e ter mais informações sobre eles, acesse o site.

Serviço:

Inscrições Vestibular Digital 2021/1 - Centro Universitário Senac

Prazo: até 19/2/2021

Taxa de inscrição: R$25

Informações para imprensa:

In Press Porter Novelli

Dinho Luiz

Tel.: 11 3323-1549 / senac@inpresspni.com.br