Pesquisar

7 de dez. de 2020

Fundo Dona de Mim recebe doação de R﹩ 3 milhões do BTG Pactual

 




Fundo Dona de Mim recebe doação de R﹩ 3 milhões do BTG Pactual

Recursos serão destinados para nova fase do programa, que contemplará até 1.000 microempreendedoras, com empréstimos de R﹩ 3 mil para cada

O Fundo Dona de Mim, iniciativa do Grupo Mulheres do Brasil que nasceu com o propósito de incentivar microempreendedoras impactadas pela crise econômica da Covid-19, anuncia a implementação da segunda fase do projeto, que agora ganha um fôlego ainda maior com a doação de R﹩ 3 milhões do BTG Pactual, maior banco de investimentos da América Latina. O montante possibilitará que até 1.000 mulheres sejam contempladas com empréstimos de R﹩ 3 mil para cada solicitante.

Em sua fase piloto, lançado em junho deste ano, o Fundo Dona de Mim proporcionou que 485 mulheres - sendo 335 MEIs e 150 de comunidades - não desistissem dos seus sonhos e se instrumentalizassem financeira e profissionalmente para seguir em seu protagonismo. São profissionais de todas as regiões do Brasil, que lutam para manter ou iniciar uma atividade geradora de renda. Todas elas foram contempladas com microcréditos de R﹩ 2 mil ou R﹩ 3 mil, que possibilitou que seus pequenos negócios fossem impulsionados.

Na nova fase, as microempreendedoras poderão solicitar empréstimos de até R﹩ 3 mil - a 6% de juros ao ano e sem taxa - a partir do preenchimento de um cadastro disponível no site. Após análise dos dados, aprovação e crédito concedido, a contemplada tem 12 meses para pagar e uma carência de 6 meses.

A ideia é que os juros de 6% ao ano sejam reinvestidos pelo BTG Pactual no apoio ao terceiro setor, criando um círculo virtuoso para que os recursos retornem para a base da pirâmide.

O Fundo Dona de Mim conta com 60 apoiadoras/fundadoras, são mulheres com foco no protagonismo feminino, impactadas com a situação econômica desfavorável em que muitas mulheres se encontram. Esses aportes serão geridos pelo Banco Pérola, uma associação de crédito especializada em microempreendedores.

Sonia Hess, uma das idealizadoras do Fundo Dona de Mim se inspirou no modelo de empreendedorismo social Yunus, cuja filosofia é: "o microcrédito é a cristalização da esperança indicando o caminho para que as mulheres em situação de vulnerabilidade possam sair da armadilha da pobreza".

"Esse projeto nasceu de um sonho e de uma inquietação, não podíamos ficar alheias a esse cenário de instabilidade econômica. Essas mulheres têm tudo a mão: a ideia, a garra, a vontade de transformar que todas nós temos. Mas falta um "empurrãozinho", a instrumentalização profissional e financeira, que é o que estamos proporcionando. Queremos que elas se fortaleçam e possam trabalhar em suas próprias casas ou comunidades", explica Sônia Hess, que também é vice-presidente do Grupo Mulheres do Brasil.

"Nosso objetivo com esse reinvestimento é fomentar ações e projetos sociais do terceiro setor. Além disso, pretendemos continuar apoiando os nano, micro e pequenos empreendedores que desempenham papel fundamental para a retomada e para o futuro da economia", diz Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.

Para viabilizar a iniciativa, o BTG Pactual utilizou toda a infraestrutura do BTG+ business, plataforma digital de soluções para pequenas e médias empresas. O projeto de crédito social é mais uma ação do BTG Pactual em meio à pandemia. O banco apoia diversas iniciativas solidárias e de negócios para o combate à Covid-19, que podem ser acompanhadas pela campanha #NumerosQueImportam .

Além do crédito, as mulheres receberão orientações para se capacitar e administrar melhor o seu negócio, com acesso ao programa Trilha Empreendedora da RME.

As inscrições serão anunciadas em breve. A análise de crédito, seleção das candidatas, serão realizadas pelo Banco Pérola.

Para solicitar o empréstimo é necessário, obrigatoriamente, ser MEI, estar inscrita no Grupo Mulheres do Brasil, concluir o programa da Trilha Empreendedora e preencher um formulário que estará disponível no site https://www.fundodonademim.org.br .

Sobre o Grupo Mulheres do Brasil

O Grupo Mulheres do Brasil é um movimento suprapartidário, que reúne mais de 65 mil mulheres que sonham e trabalham voluntariamente por um Brasil melhor. É organizado em Núcleos localizados em diversas cidades brasileiras e também no exterior.

Entre as pautas prioritárias estão a valorização da Educação - um direito fundamental da cidadania; o combate à violência contra a mulher - é inadmissível que uma mulher seja vítima de feminicídio a cada duas horas em nosso país; igualdade racial - o racismo estrutural é um problema de toda a sociedade, o grupo é antirracista e atua em prol da redução da desigualdade racial e de gênero em todas as esferas; defende o Sistema Único de Saúde - SUS, a saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e públicas.

Como participar: todas as mulheres são bem-vindas, basta cadastrar-se pelo site https://www.grupomulheresdobrasil.com.br .

Sobre o BTG Pactual

O BTG Pactual (BPAC11) é o maior banco de investimentos da América Latina e atua nos mercados de Investment Banking, Corporate Lending, Sales & Trading, Wealth Management e Asset Management. Desde sua criação, em 1983, o BTG Pactual tem sido administrado com base na cultura meritocrática de partnership, com foco no cliente, excelência e visão de longo prazo. A instituição se consolidou como uma das mais inovadoras do setor, tendo conquistado diversos prêmios nacionais e internacionais. Atualmente, conta com quase 3 mil colaboradores em escritórios espalhados pelo Brasil, Chile, Argentina, Colômbia, Peru, México, Estados Unidos, Portugal e Inglaterra. Para mais informações, acesse https://www.btgpactual.com .

Informações para a imprensa:
àsClaras Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA