PESQUISA

Páginas

"Palácio do Comércio" da FECAP integra a Jornada do Patrimônio, que este ano é on-line


O Palácio do Comércio, prédio doado à Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) em 1907, integra a programação da Jornada do Patrimônio. Criada pela Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Departamento do Patrimônio Histórico e da Coordenadoria de Programação Cultural, o evento chega à sua sexta edição em 2020 de forma on-line, com o tema "Nossa cidade, nossas memórias".

Um dos destaques da mostra, que acontece de forma virtual, é o prédio da Escola Prática de Comércio. Construído com o apoio do Conde Álvares Penteado, maior benfeitor da escola, o local pode ser considerado uma joia arquitetônica.

Projetado por Carlos Eckman, o estilo da construção é eclético, apresenta elementos Art Nouveau presentes nas treliças de sustentação do prédio, no corrimão da escada e vitrais. Também possui estilo clássico presente nas colunas e no pé direito duplo. Os materiais para a construção foram importados: as treliças são canadenses, a escada é feita de mármore de Carrara, o piso é belga e os azulejos portugueses.

Neste ano, as visitas aos imóveis tombados acontecem de maneira virtual. Cada um dos imóveis inscritos e cadastrados para participação na Jornada disponibilizou um vídeo simulando uma visita guiada pelo imóvel, contando particularidades históricas e detalhes sobre a construção e arquitetura do local.

Visite o prédio do Palácio do Comércio assistindo ao vídeo no canal do Youtube da FECAP: https://youtu.be/1oey2XT_boU

CAMPUS LARGO SÃO FRANCISCO

O Palácio do Comércio abrigou a Escola Prática de Comércio que hoje é a Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), cujo nome foi dado por conta de seu maior benfeitor conde Álvares Penteado. O local pode ser considerado uma joia arquitetônica, já que o escritório responsável pela obra possui diversas outras construções por SP, como a casa que abriga hoje a pós-graduação da FAU-USP e que era a casa da família Álvares Penteado, em Higienópolis.

O prédio foi projetado pelo engenheiro e arquiteto sueco Carlos Ekman, do escritório Ramos de Azevedo. Ekman era o arquiteto preferido do Conde Álvares Penteado, e foi ele quem desenho ou o casarão situado na Rua Maranhão, 88 (Vila Penteado), onde Conde morou e que mais tarde foi doado pelos irmãos Armando Penteado e Sylvio Penteado para a escola de arquitetura da USP.

Atualmente, o Palácio do Comércio é um dos campi da FECAP, abrigando um centro de memória que conta a história da Instituição. Até há pouco tempo ainda recebia alunos.

A FECAP

A Escola Prática de Comércio nasceu da necessidade de se formar mão de obra especializada para o comércio em São Paulo. Em reunião da Sociedade Humanitária dos Empregados no Commercio de São Paulo surge a ideia de uma escola prática de comércio, na qual estavam presentes o Prof. Horácio Berlinck, Senador Lacerda Franco, Conde Álvares Penteado, entre outras personalidades.

As aulas começaram a ser ministradas no prédio de número 36 da antiga Rua Nova de São José (hoje Rua Libero Badaró). Com o crescimento da quantidade de alunos foi necessário ter uma sede própria. O terreno é então, doado em 1907 pelo Conde Antônio Álvares Penteado. E o prédio é inaugurado apenas no ano seguinte em 1908.

CURIOSIDADES SOBRE A CONSTRUÇÃO

Bem em frente à escada principal do prédio há uma estátua do deus Mercúrio (Hermes). A escola adotou como símbolo o Deus romano Mercúrio, nome latino que os romanos davam para o deus Hermes, dos gregos, cuja origem vem da palavra latina merx, que significa mercadoria. Filho do adultério de Júpiter (Zeus), com seu amor Maia. Tornou-se um Deus muito esperto e engenhoso, sendo que para os romanos ele era o Deus da venda, lucro e comércio, além de mensageiro de seu pai e de outros deuses para a humanidade.

Ao subir a escada, quem visita o local é apresentado à estátua do Conde Álvares Penteado, Senador Lacerda Franco e Conde Sylvio Penteado. Do lado direito pode-se ver o vitral com a engrenagem representando a indústria e do lado esquerdo o capacete do Hermes representando o comércio, reproduzindo a fachada do prédio onde está escrito "Comércio e Industria".

No prédio, está a estátua do Conde Álvares Penteado, doador do terreno para a construção do prédio, maior benfeitor da escola, que anos mais tarde a escola passou a se chamar "Escola de Commercio Álvares Penteado". Ao atrelar seu nome a instituição, a única exigência do conde era que o prédio permanecesse com fins educacionais.

Ao lado está o busto do Conde Sylvio Álvares Penteado, filho mais velho do Conde Álvares Penteado, presidente de honra e também presidente do conselho Deliberativo da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. Do outro lado Senador Antônio de Lacerda Franco, grande protetor da fundação, foi o primeiro Diretor-Presidente da escola.

Subindo as escadas à direita, é possível ver o 1ª busto: Conde Honório Álvares Penteado. Seguindo o corredor temos o 2ª busto: Prof. Adalberto Pereira da Fonseca, foi aluno da fundação e mais tarde tornou-se Diretor, em sua gestão houve a aquisição do campus Liberdade na década de 70.

Ao lado esquerdo temos o 3ª busto: Prof. Oliver Gomes, formou-se perito contador em 1939, e bacharel em ciências econômicas e administrativas. Em sua gestão contribuiu com a criação de novos cursos e encaminhou a transformação da faculdade em centro universitário.

O auditório reúne quadros dos primeiros professores da fundação, presentes na reunião da Sociedade Humanitária dos Empregados do Comércio de São Paulo: Horácio Berlinck, pioneiro do ensino econômico, atuarial, estatístico e contábil no Brasil, idealizador e um dos fundadores da "Escola de Commercio de São Paulo", atualmente a Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP; senador Antônio de Lacerda Franco: primeiro Diretor-presidente da fundação; Dr. João Pedro da Veiga Filho: eficiente propulsionador do ensino comercial em São Paulo e no Brasil, foi o primeiro Diretor Vice-presidente da Fundação; Dr. Frederico Vergueiro Steidel: mestre e vice-diretor da escola de Comércio Álvares Penteado, ajudou a escrever o regulamento da Escola de Commercio "Alvares Penteado"; Barão Raymundo Duprat: um dos comerciantes presentes na reunião da Sociedade Humanitária dos Empregados no Comércio de São Paulo.

O local também abriga um móvel de madeira de Jacarandá, projetada pelo Liceu de Artes e Ofício de São Paulo. No centro do objeto está esculpido o brasão da Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo.

CENTRO DE MEMÓRIA

No aniversário de 100 anos da Fundação, foi inaugurado o Museu Histórico da FECAP, que a partir de outubro de 2016 passou a se chamar Centro de Memória FECAP. Instalado em uma das nossas salas que mantem o estilo original do prédio, com um pé direito alto, cuja sustentação é feita com as treliças no teto.

Preservando a memória institucional da Fundação, mantém álbuns, estátuas, documentos, medalhas comemorativas, a planta e prospecto original do prédio, quadros, móveis da época (alguns projetados pelo Liceu de Arte e Ofício de São Paulo).

Pioneira no ensino, a FECAP foi a primeira faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, formando sua primeira turma em 1934. Por suas salas passaram algumas pessoas influentes, como Frederico Hermann Jr. e o Profª Francisco D’Auria.

As instalações também abrigaram cursos de outras escolas, como a Fundação de Sociologia e Política de São Paulo e a Medicina Cirúrgica da USP.

A FECAP sempre esteve presente na história de São Paulo. Durante a Revolução Constitucionalista de 1932, atuou contabilizando os recursos que foram arrecadados com a campanha "Ouro para o bem de São Paulo". Foram os professores que fizeram a contabilização dos mais de 9 mil contos de reis arrecadados. Ao final da campanha, o restante do dinheiro foi doado para a Santa Casa de Misericórdia, quando foi então construído no Largo da Misericórdia o prédio Bandeira Paulista.

JORNADA DO PATRIMÔNIO

Inspirada nas Journées Européennes du Patrimoine, finais de semana dedicados a democratizar o acesso ao patrimônio cultural com a abertura de imóveis históricos tombados à visitação pública, a programação deste ano se reinventa também em ambiente virtual, com encontros e diversas ativações entre intervenções artísticas, instalações, exposições e passeios.

Segue com o objetivo de convidar a população a explorar a cidade por meio de roteiros de memória temáticos e estimular mestres, pesquisadores, educadores, artistas, agentes e instituições culturais a propor e organizar atividades que se relacionem com o projeto, promovendo o diálogo entre o patrimônio histórico paulistano e as mais diversas linguagens artísticas, bem como a identificação de bens e práticas culturais que tratam da memória e identidade dos diferentes grupos sociais presentes em todos os territórios da capital paulista.

Com o tema "Nossa cidade, nossas memórias", a Jornada do Patrimônio 2020 se debruça na perspectiva do indivíduo que vive, trabalha, constrói e se desenvolve na cidade de São Paulo, trazendo à tona as diversas camadas que compõem as transformações sociais, culturais e urbanas da cidade.

Para acompanhar a programação completa, acesse: https://www.jornadadopatrimonio.prefeitura.sp.gov.br/2020/

Saiba mais sobre a FECAP: www.fecap.br

Sobre a FECAP
A Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) é referência nacional em educação na área de negócios desde 1902. A Instituição proporciona formação de alta qualidade em todos os seus cursos: Ensino Médio (técnico, pleno e bilíngue), Graduação, Pós-graduação, MBA, Mestrado, Extensão e cursos corporativos. Dentre os diversos indicadores de desempenho, comprova a qualidade superior de seus cursos com os resultados do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e do IGC (Índice Geral de Cursos), no qual conquistou o primeiro lugar entre os Centros Universitários do Estado de São Paulo. Em âmbito nacional, considerando todos os tipos de Instituição de Ensino Superior do País, está entre as 5,7% IES cadastradas no MEC com nota máxima.

Contato para imprensa:
Vagner Lima
vagner.lima@fecap.br
Telefone: (11) 97353-5849