Pesquisar este blog

GOLPE DO CADASTRAMENTO PIX | JORGE LORDELLO

O que muda com o PIX?

Nunes Poeta




Poesia Onde Deus respira

Poesia religiosa Minha alma cai na terra Feito água no chão úmido fresco e fértil ao pé das árvores, Minha alma caiu nessa terra preta e fértil embaixo das folhas secas, Meu espírito foi levado pelo canto de um passarinho, Meus pensamentos se calaram com a beleza de uma queda d"água De um riacho de água limpíssima e fria... Deixei a agonia de existir e ser Para habitar nas felicidades de cada instante De estar de mão dada com o universo no canto do passarinho, Com o universo dentro das coisas onde Deus respira... Conheço está estrada, O que eu não sabia era que caminhando sereno, Calmo, puro e de mão dada com o universo, Se caminha mais rápido Que caminhar com a agonia de chagar. Os pássaros te leva pelos ares... E as flores te enfeitam a alma. Ser é desnecessário e efêmero, É preciso sentir Deus pulsando em nossa carne... José Nunes Pereira https://www.nunes-poeta.com/2018/09/o...

Nunes Poeta

https://www.youtube.com/channel/UCWHpsnhLAXbmpr4pvPeWQIQ




Governo de SP lança Retomada 21/22 para atrair R$ 36 bilhões em investimentos e criar 2 milhões de empregos

 


Objetivo é buscar investidores privados nacionais e estrangeiros para 19 projetos de Parcerias Público-Privadas e concessões

O Governador João Doria apresentou nesta sexta-feira (16) o Retomada 21/22, um plano estimado em R$ 36 bilhões para impulsionar a economia do estado de São Paulo e gerar cerca de 2 milhões de empregos. Coordenado pelo Secretário de Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, o plano tem 19 projetos para atração de investimentos privados nacionais e estrangeiros em todas as regiões do estado, em especial no setor de infraestrutura.

"A previsão é de R$ 36 bilhões em investimentos nos dois próximos anos e criação de 2 milhões de novos empregos em quatro anos. Na mesma semana em que aprovamos a modernização administrativa do Estado na Assembleia Legislativa, com a extinção de cinco estatais e economia de R$ 7 bilhões em recursos públicos, lançamos agora o plano de recuperação econômica e atração de capital privado nacional e multinacional para São Paulo", declarou o Governador. "Serão beneficiados 14 polos de desenvolvimento econômico, entre eles tecnologia, comércio, serviços, saúde, indústria, infraestrutura, turismo e agricultura. É o mais audacioso plano de desenvolvimento econômico já realizado em São Paulo", acrescentou Doria.

Em 2019, a economia do estado de São Paulo cresceu 2,8%, enquanto a do Brasil atingiu em torno de 1%, segundo dados do Banco Central. Neste ano, a tendência de crescimento foi interrompida pela pandemia do coronavírus. Em um primeiro momento, o Governo do Estado tomou medidas para preservar vidas. Mas São Paulo não parou durante o período mais agudo da pandemia: 74% dos setores econômicos permaneceram em atividade, enquanto obras com recursos públicos e privados somam R$ 44,8 bilhões e geram 148 mil empregos. O Plano São Paulo ainda ajudou a preservar cerca de 318 mil empregos ao longo de 2020 e criou condições para que a retomada econômica ganhe força nos próximos meses.

O objetivo do Retomada 21/22 é promover o crescimento econômico por meio da atração do investimento privado em concessões e PPPs (Parcerias Público-Privadas) de projetos que envolvem trens, metrô, rodovias, aeroportos e hidrovias. As ações estão combinadas em seis eixos: infraestrutura, dinamismo setorial, ambiente de negócios, desenvolvimento sustentável, redução de desigualdades e internacionalização. Estão previstas medidas para reduzir a burocracia e facilitar a atuação de investidores São Paulo, além da expansão de missões comerciais do Governo do Estado em busca de novos negócios no exterior.

"São Paulo cresceu mais que o dobro da média brasileira em 2019. O Retomada 21/22 está sendo lançado para retomar este desempenho e ampliá-lo nos próximos dois anos", disse o Secretário de Fazenda e Planejamento. "O foco do plano é impulsionar o crescimento de uma economia que já é dinâmica, diversificada e com muitas oportunidades de investimentos para gerar crescimento, emprego e renda", acrescentou Meirelles.

O plano está apoiado no potencial econômico de São Paulo, que tem o terceiro maior mercado consumidor da América Latina e a 22ª economia do mundo. As oportunidades de negócios são sustentadas por uma economia dinâmica e diversificada, além do respeito às normas ambientais, tradição no cumprimento de contratos comerciais e promoção de ambientes favoráveis a novos negócios.


Secretaria de Estado da Habitação entrega 89 títulos de propriedade para famílias de Quintana

 


A Secretaria de Estado da Habitação e a Prefeitura de Quintana entregaram, nesta quinta-feira, 15 de outubro, 89 títulos de propriedade para famílias dos loteamentos Nova Quintana II e Santo Antônio. Os imóveis foram regularizados pelo Programa Cidade Legal. Para evitar aglomeração, a entrega dos títulos ocorreu de forma virtual, diretamente da Secretária, na Capital, com transmissão ao vivo pelo Facebook da CDHU. O secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary, participou da cerimônia.

"Estamos aqui de maneira virtual, realizando a entrega desses títulos de regularização. É uma ação importante que traz a redução do déficit habitacional, de modo que as famílias que recebem o título têm segurança jurídica de que o imóvel está registrado no cartório, podem e se sentem seguras para fazer investimentos nas suas casas, têm também a possibilidade de obter crédito imobiliário, captar recursos financeiros, vender a propriedade, passar para herdeiros, entre outros benefícios", disse o secretário Flavio Amary, durante a transmissão.

A partir da entrega do título, os moradores dos loteamentos Nova Quintana II e Santo Antônio passam a ser legalmente proprietários de seus imóveis, antes irregulares. Ao todo, o Cidade Legal regularizou 124 imóveis nesses dois núcleos habitacionais, sendo que 89 famílias já estão recebendo seus títulos. O investimento da Secretaria da Habitação na regularização fundiária em Quintana é de R﹩ 154,4 mil.

O programa Cidade Legal é decisivo para que os moradores possam receber seus títulos de propriedade. Em Quintana, o programa apoiou tecnicamente todo o processo legal e burocrático para emissão dos títulos de propriedade, por meio de consultoria da equipe técnica especializada da Secretaria. Foram feitos trabalhos de busca documental/relatório preliminar, análise e diagnóstico, plano de regularização, levantamentos topográficos, projeto urbanístico de regularização e estudo ambiental, viabilizando a apresentação da documentação dessas áreas ao cartório.

Cidade Legal - O programa da Secretaria de Estado da Habitação acelera e desburocratiza o processo de regularização fundiária, sem custo aos municípios e aos moradores. As prefeituras recebem apoio técnico para a regularização de parcelamento do solo e de núcleos habitacionais, públicos ou privados, para fins residenciais, localizados em área urbana ou de expansão urbana.

A iniciativa também oferece assessoria para intermediar o registro dos projetos de regularização fundiária urbana nos cartórios de imóveis. Além de garantir segurança jurídica, o programa leva às famílias de baixa renda outros benefícios, como o acesso ao mercado formal de crédito, a possibilidade de comercialização do imóvel e a transferência do bem para filhos ou herdeiros.


Proteção do meio ambiente depende de esforço geral


Para especialista em Direito Ambiental, Alessandro Azzoni, problema que se arrasta há anos depende de trabalho conjunto, mais atuação do MP e transparência nos TACs


Após provocarem choque e indignação na sociedade por sua extensão e consequências, as queimadas na Amazônia e no Pantanal levaram as pessoas a se questionarem quais órgãos governamentais devem resolver o problema e punir os culpados. As cobranças foram direcionadas de imediato ao Governo Federal, mas, de acordo com a Constituição de 1988, também devem ser divididas com outras autoridades públicas, já que o problema não é de fácil solução e vem se arrastando há vários anos.

É o que explica Alessandro Azzoni, advogado e economista, especialista em Direito Ambiental. "A Constituição Federal trata de atribuições para todas as matérias do Direito. Para o Direito Ambiental, ela trouxe um capítulo único: o artigo 225, que impõe ao Poder Público e à coletividade o dever de defender e preservar o meio ambiente para a presente e as futuras gerações. Quando a lei coloca essa situação, ela não fala exclusivamente da União, mas de todos os entes federativos somados aos Ministérios Públicos Federal e Estadual como responsáveis pela proteção do meio ambiente", destaca. "A matéria ambiental interessa a todos nós, por isso o Poder Público deve manter grupos de atuação efetivos trabalhando em várias frentes e o Ministério Público tem que acompanhar, exigindo providências dos municípios, Estados e da União", completa.

Trâmite

Depois das investigações pelos órgãos ambientais ligados aos entes federativos, e passado todo o inquérito policial e processo judicial, normalmente são estabelecidos Termos de Ajustamento de Conduta (TACs), em que os responsáveis pelos danos devem pagar multas ou realizar ações de compensações ambientais para recuperar os ilícitos causados ou, ao menos, minimizá-los. Entretanto, há um histórico de dificuldades para que os TACs sejam efetivamente cumpridos, de acordo com o especialista. "Várias áreas ambientais alvos desses processos eram ou são particulares e as ações contra os donos são demoradas por dificuldade em encontrá-los, por causa de terras envolvidas em partilhas e heranças etc. Desde os anos 2000 até hoje, muitos processos não resultaram em áreas recuperadas, não temos acesso aos TACs pactuados e não vemos os MPs fiscalizando e exigindo o cumprimento das obrigações", critica Azzoni.

Enquanto isso, as ações judiciais relativas ao tema se acumulam nos tribunais. "O MPF ajuizou mais de 1.400 ações civis públicas contra desmatamento irregular na região da Amazônia, entre 2017 e 2018, mas não sabemos os resultados desses processos, fora todo o custo jurídico dessa quantidade de ações para os cofres públicos", enfatiza. "Apontar um único culpado não resolve o problema. É necessário despolitizar a questão. As bases de discussão precisam ser ampliadas, envolvendo todos os responsáveis por fiscalizar, preservar e punir em caso de danos para melhor entendimento de como está o cenário da preservação ambiental", conclui o especialista.

PERFIL

Alessandro Azzoni é advogado e economista, especialista em Direito Ambiental, com atuação nas áreas do Direito Civil, Trabalhista e Tributário. É mestre em Direito pela Universidade Nove de Julho, especializado em Direito Ambiental Empresarial pela Faculdade Metropolitanas Unidas (FMU). Graduado em direito pela FMU. Bacharel em Ciências Econômicas pela FMU. Professor de Direito na Universidade Nove de Julho (Uninove). É Conselheiro Deliberativo da ACSP - Associação Comercial de SãoPaulo; Coordenador do NESA -Núcleo de Estudos Socioambientais - ACSP - Associação Comercial de São Paulo; Conselheiro membro do conselho de Política Urbana - ACSP - Associação Comercial de São Paulo; Membro da Comissão de Direito Ambiental OAB/SP.


Mais informações à imprensa:
M2 Comunicação

Aline Moura
aline.moura@comunicacaom2.com.br
(11) 97041-7447 (WhatsApp)

Márcio Santos
marcio@comunicacaom2.com.br
(11) 94739-3916 (WhatsApp)

Michelle Keyne
michelle@comunicacaom2.com.br
(11) 94288-3071 (WhatsApp)
Alessandro Azzoni

Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social participa de debate com Henrique Meirelles

 

AVISO DE PAUTA



A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, por meio da Secretária Célia Parnes participa nesta segunda-feira, 19 de outubro, de um debate com Henrique Meirelles, atual Secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo e ex-Presidente do Banco Central do Brasil e ex-Ministro da Fazenda do Governo Federal, para abordar sobre o tema: "A Retomada Econômica para os Mais Vulneráveis".

Em celebração ao Dia Internacional da Erradicação da Pobreza - 17 de outubro, o encontro online, às 15h, discute também sobre a eficiência do Plano São Paulo, o Programa Prospera Jovem edição 2020 e o mais novo Plano Retomada 21/22, apresentado na última sexta-feira, 16 de outubro, que abrange entre os seus eixos ações focadas para redução de desigualdades.

Serviço

• Secretária Célia Parnes recebe Henrique Meirelles para tratar da Retomada Econômica para os mais vulneráveis.

Data: Segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Horário: 15h

Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo

Assessoria de Imprensa

Barbara Bayer - (11) 99629-3757

Marcos Guedes - (11) 98102-0487

Marilan está entre as 1000 maiores empresas do Brasil

 Marilan está entre as 1000 maiores empresas do Brasil

 

Ranking divulgado pela Revista IstoÉ Dinheiro reconhece atuação de fábrica Mariliense

 

Outubro de 2020 – A Marilan, marca especialista em biscoitos e a segunda maior fabricante da categoria no país, foi listada no anuário “As Melhores da Dinheiro”, prêmio da revista IstoÉ Dinheiro voltado para as maiores companhias do país.

 

Esta é a 17ª edição da renomada premiação anual promovida pela Editora Três. Neste ano, foram analisados o desempenho de 31 setores de maior destaque da economia brasileira. O ranking é elaborado a partir de questionários preenchidos pelas próprias empresas inscritas, de acordo com as boas práticas de gestão e comunicação. Para avaliação e mensuração dos resultados, os responsáveis pela conclusão levam em consideração não apenas a  gestão financeira, mas também todas as dimensões organizacionais, para alcançar e mensurar uma boa administração.

 

A Marilan subiu 75 posições na tabela em comparação com ano passado. “A conquista se deve às nossas iniciativas de construção de uma nova planta no Nordeste, inovações e novos produtos, gestão de pessoas e responsabilidade social. O reconhecimento é reflexo da atuação de todos os nossos colaboradores e parceiros comerciais, de sempre entregar aos nossos consumidores produtos de alta qualidade, com a expectativa de proporcionar momentos importantes reunidos com a família”, afirma Sérgio Tavares, presidente da Marilan.

 

SOBRE A MARILAN

A Marilan é a segunda maior fabricante de Biscoitos do Brasil. Com mais de 100 itens entre biscoitos, torradas e snacks, a empresa leva produtos saborosos e de alta qualidade à mesa dos brasileiros há 63 anos. Investindo cada vez mais em processos modernos e equipamentos automatizados, a empresa multicategoria possui 21 linhas de fabricação, distribuídas em 58 mil m² de área construída e produz mais de 80 milhões de unidades de biscoitos por dia. Do parque fabril, localizado em Marília (SP), são distribuídos os itens do portfólio consumidos no Brasil e exportados para mais de 50 países em todos os continentes. A Marilan conta com 3.400 colaboradores que se dedicam diariamente para garantir produtos de excelência a milhões de consumidores no Brasil e em vários países no mundo.

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Race Comunicação

Evelyn Spada (11) 99780-3314

Ana Luiza Antunes (11) 95785-0207

imprensa.marilan@agenciarace.com.br

Visite nosso site

 




 ANA LUIZA ANTUNES

PHONE: +5511 2894.5607 | +5511 2548.0720
MOBILE: +5511 95785.0207

        

      

Digital Dellarte oferece apresentações gratuitas de música e dança para assistir de casa

 




Digital Dellarte oferece apresentações gratuitas de música e dança

para assistir de casa

Um formato de entretenimento que vai levar ao público que está em casa novas descobertas! Foi assim que a Dellarte - produtora cultural, que atua no mercado de grandes eventos de arte e cultura há 38 anos, construiu o projeto Digital Dellarte. Serão sete espetáculos online gratuitos, com alguns nomes inéditos no Brasil que acontecem entre os meses de outubro e dezembro .

Em uma versão interativa de programa de TV, cada espetáculo gravado terá entrevistas exclusivas com diretores artísticos, maestros e músicos comandadas pelo jornalista e escritor Rodrigo Alzuguir que serão exibidas, com as apresentações, no canal Dellarte no Youtube DellArteSolucoes. 

O Digital Dellarte terá a exibição de uma grande comemoração pelos 60 anos do Balé Nacional da China, com a exibição de um programa especial, "Homenagem à Vida", no dia 22 de outubro. O programa é composto por cinco peças concebidas pelos coreógrafos da companhia e encenadas durante a pandemia, que trazem uma reflexão sobre o isolamento imposto ao mundo e um tributo aos heróis do front. O programa também contará com uma entrevista com Feng Ying, diretora artística da companhia. 

No dia 29, a vitalidade e contemporaneidade do Balletto di Roma, fundado há 60 anos, será demonstrada no clássico de Shakespeare: Otello, uma das mais famosas produções da companhia. O grupo tem direção artística de Francesca Magnini, um nome de vanguarda no cenário da dança, que levou o Balletto di Roma à projeção internacional.

A programação de novembro ultrapassa as expectativas. No dia 12 teremos a aclamada percussionista chinesa Beibei Wang, pouco conhecida no Brasil, cuja apresentação irá surpreender em um show que mistura o clássico com solos performáticos conceituais. Membro da Royal Academy of Music Beibei, coleciona turnês internacionais e participações em festivais de música com algumas das principais orquestras do mundo.

A unicidade do som e a grandeza da história da Sinfônica de Bamberg poderá ser apreciada pelo público no dia 26 de novembro. Com um história centenária a Sinfônica já apresentou mais de 7 mil concertos em 63 países. Nesta apresentação, o público verá a execução da obra Má Vlast, do compositor tcheco Bedřich Smetana, realizada no Concerto do Festival da Primavera de Praga .

Dia 10 de dezembro é a vez da Orquestra Sinfônica Jovem de Macau, formada por estudantes universitários, através de um grupo de professores e antigos músicos da Orquestra de Câmara de Macau. Será apresentado o Concerto para violino, violoncelo e piano em Dó maior, Opus 56 de Beethoven. No programa uma entrevista com Oswaldo Veiga Jardim, maestro brasileiro radicado em Macau que comanda a Sinfônica.

O famoso Quebra-Nozes, com música de Tchaikovsky numa nova versão ainda não conhecida pelo grande público, será o espetáculo apresentado dia 17 de dezembro pelo Ballet du Grand Théâtre de Genève. Criada em 1960, a companhia suíça, sob direção de Philippe Cohen, explora a pluralidade da dança dos séculos XX e XXI. O programa também contará com uma entrevista com Jeroen Verbruggen, coreógrafo desta releitura de um clássico do balé mundial.

Para Steffen Dauelsberg, diretor executivo da Dellarte, o projeto digital marca mais um passo importante na democratização do acesso à arte e cultura. "A pandemia afetou pesadamente o setor cultural, onde a interação presencial é um dos propósitos da experiência. Tivemos que nos adaptar a novos formatos para o espetáculo continuar. Em nosso último evento completamente digital, o Festival de Inverno Online, conseguimos forte engajamento com as transmissões online com um aumento expressivo de público para mais de 100 mil pessoas nos cinco dias de transmissões ao passo que nas últimas edições, físicas, nos anos anteriores, chegamos a 10 mil pessoas. Um incremento não indiferente que nos faz pensar."

SERVIÇO: 

BALÉ NACIONAL DA CHINA

|ONLINE | YOUTUBE DELLARTE

Data: 22 de outubro (Quinta-Feira)

Hora: 19h30

Entrevista com a Sra Feng Ying

BALLETTO DI ROMA | ONLINE | YOUTUBE DELLARTE

Data: 29 de outubro (Quinta-Feira)

Hora: 19h30

Programa: Otello

Entrevista com a diretora artística Francesca Magnini

BEIBEI WANG

| ONLINE | YOUTUBE DELLARTE

Data: 12 de novembro (Quinta -Feira)

Hora: 19h30

Entrevista com a percussionista Beibei Wang

SINFÔNICA DE BAMBERG

| ONLINE | YOUTUBE DELLARTE

Data: 26 de novembro (Quinta-Feira)

Hora: 19h30

Entrevista com Jakub Hrůša

ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DE MACAU

| ONLINE | YOUTUBE DELLARTE

Data: 10 de dezembro (Quinta-Feira)

Hora: 19h30

Entrevista com o maestro Veiga Jardim

BALLET DU GRAND THÉÂTRE DE GENÈVE

| ONLINE | YOUTUBE DELLARTE

Data: 17 de dezembro (Quinta-Feira)

Hora: 19h30

Programa: O Quebra Nozes. Entrevista com Jeroen Verbruggen, coreógrafo





--

 
 

SM Educação lança coletânea de poemas do jornalista André Gravatá


Vinte e três poemas do poeta, educador e jornalista André Gravatá exploram com sutileza diferentes formas de ler o mundo por meio de observações e reflexões sobre o cotidiano e eventos da atualidade.

Entremeados de delicadas ilustrações de Juliana Russo, cada poema provoca o leitor juvenil a olhar para as pequenas e grandes coisas da vida, para o meio ambiente e para a vida urbana, interagindo com elas e levando-os a refletir sobre sua posição no mundo, seu entorno e sua relação com o próximo.

Entre os temas abordados pelo autor estão a noite, o silêncio, o vento e o ímpeto, que funcionam como fio condutor, levando o público juvenil a se identificar com eventos e situações do cotidiano, contribuindo assim para a ampliação da percepção de si mesmo e do outro, da visão estética e da postura ética dos jovens leitores.




Ficha Técnica

Título: O Jogo de Ler o Mundo

Autor: André Gravatá

Ilustradora: Juliana Russo

Editora: SM Educação

Gênero literário: Poema

Idioma: Português

Encadernação: Brochura
Formato: 16 x 23


Páginas: 40

Ano de edição: 2020

Edição: 1ª

Sobre o autor e a ilustradora:

ANDRÉ GRAVATÁ é poeta e educador. É também um dos idealizadores da Virada Educação e do jornal das miudezas, além de autor do livro de poemas Inadiável, coautor de Volta ao mundo em 13 escolas - uma jornada por espaços de aprendizagem de nove países - e organizador da coletânea Cartas a jovens educadores/as. Por seu trabalho na área da educação, recebeu o Prêmio Educador Inventor, concedido pela Associação Cidade Escola Aprendiz em 2015.

JULIANA RUSSO é ilustradora que combina seu trabalho autoral com ilustrações para revistas, jornais e livros. Integrou o projeto Cidades para Pessoas, que pesquisa iniciativas para cidades mais humanas, e o grupo Urban Sketchers, que reúne desenhistas de cidades do mundo todo. Em 2015, lançou o livro São Paulo infinita e, em 2019, publicou Pequenos acasos cotidianos: presentes e desastres da vida urbana e iniciativas para cidades mais humanas, e o grupo Urban Sketchers, que reúne desenhistas de cidades do mundo todo. Em 2015, lançou o livro São Paulo infinita e, em 2019, publicou Pequenos acasos cotidianos: presentes e desastres da vida urbana. Desenvolve o projeto Sala Aberta, um espaço de exposições de desenhos e venda de publicações independentes na sala de sua casa. Para saber mais: http://jurusso.tumblr.com/

Sobre a coleção:

A coleção COMBOIO DE CORDA - POESIA traz livros que acendem a atenção da criança e do jovem contra as amarras da linguagem, abastecendo-os de recursos expressivos que renovam o ar viciado do discurso. O potencial subversivo do texto poético se realiza em coletâneas de autores clássicos e contemporâneos, de diferentes épocas e nacionalidades, com anexos ilustrados que contextualizam a obra e abrem caminhos para o entendimento e a fruição dos leitores.

Informações para catálogo:

Permeada por delicadas ilustrações, esta coletânea de vinte e três poemas explora com sutileza diferentes formas de ler o mundo por meio de reflexões sobre o cotidiano e eventos da atualidade. De modo sensível, cada poema provoca o leitor a olhar para as pequenas e grandes coisas da vida e a refletir sobre sua posição no mundo, seu entorno e sua relação com o próximo.

ANDRÉ GRAVATÁ nasceu em Cotia, São Paulo, em 1990. É poeta, educador e um dos idealizadores da Virada Educação e do jornal das miudezas, além de autor de livros de poemas e sobre educação. Por seu trabalho nessa área, recebeu o Prêmio Educador Inventor, concedido pela Associação Cidade Escola Aprendiz em 2015.

JULIANA RUSSO nasceu em São Paulo, em 1976. Desde 2004, combina seu trabalho autoral com ilustrações para revistas, jornais e livros. Em 2015, lançou o livro São Paulo infinita e, em 2019, publicou Pequenos acasos cotidianos: presentes e desastres da vida urbana.

Gênero: Poesia André Gravatá é escritor e educador. Coautor do Volta ao Mundo em 13 Escolas, um livro-reportagem sobre propostas de educação inovadoras nos cinco continentes e Mistérios da Educação, uma coletânea de poemas e contos. É um dos criadores da Virada Educação e membro do Criativos da Escola , projeto do Instituto Alana. É apaixonado por poesia e autor do livro de contos Sublime. Recebeu o prêmio Educador Inventor da Associação Cidade Escola Aprendiz e é colunista do UOL Educação.

Sobre a SM

Nascida na Espanha, a SM está presente em 10 países e são mais de 2.300 profissionais e voluntários se dedicando a este projeto. Responsabilidade social, inovação e proximidade com a escola pautam o trabalho da entidade, que tem como objetivo promover o desenvolvimento humano e a transformação social para a construção de uma sociedade mais competente, crítica e justa. Atuante no Brasil desde 2004, a SM oferece um amplo catálogo de serviços educacionais, conteúdos didáticos e de literatura infantil e juvenil no país.



Desenvolve SP, EMTU/SP e Secretarias de Educação e Desenvolvimento Regional do Estado firmam parceria para facilitar crédito para transporte escolar de alunos com deficiência

 


Acordo prevê condições facilitadas de crédito para empresas que operam a frota Serviço Especial - SEC (LIGADO) e que atendem crianças e adolescentes com necessidades especiais em 59 municípios de São Paulo



(Divulgação)

O Desenvolve SP, instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP) e as Secretarias de Educação e Desenvolvimento Regional do Estado assinaram nesta quinta-feira (15), no Palácio dos Bandeirantes, termo de cooperação para facilitar o acesso ao crédito das empresas de transporte escolar que atendem crianças e adolescentes com deficiência. Com o acordo, serão beneficiadas 350 empresas que realizam a atividade.

"Sabemos das dificuldades que estas operadoras atravessaram durante a paralisação das frotas de transporte escolar, e a parceria facilitará o acesso ao crédito para que elas possam continuar atendendo com excelência as necessidades especiais de crianças e adolescentes com deficiência do Estado de São Paulo", destacou Alexandre Baldy, Secretário de Transportes Metropolitanos do Estado.

Por meio de linha de crédito operada pelo Desenvolve SP, as empresas que compõem a frota de Serviço Especial - SEC (LIGADO), poderão ter acesso a capital de giro para equilibrar o fluxo de caixa e atender alunos em 59 municípios do Estado, localizados na Região Metropolitana de São Paulo e em Campinas. Atualmente, o serviço é realizado mediante contrato firmado entre a EMTU/SP e a Secretaria de Estado da Educação, com o custeio da execução integralmente absorvido pela Secretaria da Educação.

"Com o acordo, estabelecemos um instrumento de auxílio financeiro às empresas que tiveram suas receitas reduzidas devido à paralisação de suas atividades pelas medidas sanitárias impostas pela pandemia do coronavírus", afirmou Marco Vinholi, Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo.

Em 2019 o Ligado realizou mais de 1.800.000 atendimentos, transportando diariamente 6.374 passageiros (1.531 na RMC e 4.843 na RMSP), entre estudantes e acompanhantes.

"Nossa frota de Serviço Especial atende às necessidades de pessoas com deficiência física ou com mobilidade reduzida severa e exerce um papel fundamental no transporte de alunos portadores de necessidades especiais, estimulando sua inserção no Sistema de Transporte Metropolitano já existente", afirma Rossieli Soares, Secretário de Educação do Governo do Estado de São Paulo.

Por meio do Desenvolve SP, podem ter acesso ao crédito empresas com faturamento médio entre R﹩ 230 mil e R﹩ 450 mil, de acordo com a quantidade de veículos e tipo de serviço prestado. As operações vão de R﹩ 10 mil a R﹩ 50 mil, com prazo de 36 meses e nove de carência. Além disso, a instituição criou fundos garantidores que podem ser utilizados como garantia pelas empresas, desburocratizando o processo de solicitação.

"Estudamos as necessidades destas empresas em parceria com as equipes da Secretaria de Educação e de Transportes do Governo do Estado de São Paulo para entendermos como ampará-las neste momento de escassez de liquidez", disse o Presidente do Desenvolve SP, Nelson de Souza. "Este trabalho em sinergia foi fundamental para definirmos uma política de crédito adequada ao momento, com condições facilitadas para que os recursos possam ser disponibilizados aos operadores que necessitam de fluxo de caixa".

De forma simples e desburocratizada, todo o processo é realizado online pelo site do Desenvolve SP: http://www.desenvolvesp.com.br

Sobre o Desenvolve SP

O Desenvolve SP - O Banco do Empreendedor é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que ampara o desenvolvimento de micro, pequenas e médias empresas e de municípios paulistas. Por meio de programas e linhas de crédito com condições excepcionais, financia o crescimento sustentável de negócios e projetos inovadores que melhoram a qualidade de vida da população e impulsionam a economia e a geração de emprego e renda no Estado.

Sobre a EMTU

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP) é uma empresa controlada pelo Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) que fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba e Litoral Norte. Essas cinco áreas somam 134 municípios que têm toda a sua rede de transportes intermunicipais controlada pela EMTU/SP.

Assessoria de imprensa | Desenvolve SP

Fone: (11) 11 97326-2408 | (11) 3123-6077 | 6052 | 0448 | 1463

Itaquá terá regularização fundiária para mais de 200 mil pessoas

 Eng. Valdir Coelho decide apoiar Eduardo Boigues em sua candidatura à prefeitura de Itaquaquecetuba


Após concorrer por cinco vezes como prefeito, o atual candidato a vereador se une ao delegado, que disputa o cargo no município



Nascido em Jacareí em 1946 e acolhido por Itaquá em 1977, Valdir Rocha Coelho possui uma vasta história de lutas e conquistas no estado paulista. Ao longo de sua carreira, o engenheiro civil já concorreu a eleições para deputado estadual (PSB), deputado federal (PDT) e prefeito - conquistando o segundo lugar em 2008, pelo PSDB, com mais de 32 mil votos.

Hoje, o candidato a vereador pelo MDB une forças com o delegado Eduardo Boigues (PP), que está na corrida eleitoral pela prefeitura da cidade pertencente à Região Metropolitana de São Paulo. Juntos, lutam pela regularização fundiária, pela segurança e por melhorias na saúde.

"Como engenheiro, quero ajudar a implementar projetos de revitalização das escolas, parques e hospitais, além de cuidar de toda pavimentação em bairros mais carentes", afirma o engenheiro.

Em sua trajetória, Valdir também já foi secretário de Serviços Urbanos na Prefeitura de Jacareí (1975); secretário de Obras de Itaquaquecetuba (1977); gerente regional da Sabesp em Mauá (1991); secretário de Planejamento em Itaquaquecetuba (1993); gerente técnico da Cooperativa de apoio dos mutirões do CDHU em Itaquá, Guarulhos, São Paulo e Suzano; assessor técnico do Gabinete da Subprefeitura do Itaim Paulista em São Paulo (2005); e secretário de Planejamento em Ferraz de Vasconcelos (2010).

Planos e compromissos

De olho nas principais demandas da população itaquaquecetubense, Eng. Valdir Coelho e Eduardo Boigues apresentam algumas propostas para seus futuros mandatos. Confira as principais:

- Regularização fundiária: em Itaquaquecetuba, mais de 200 mil pessoas vivem em 180 áreas de moradias irregulares. O objetivo dos candidatos é agilizar e desburocratizar os processos para que cada cidadão tenha a segurança de morar no que é seu.

- Redução dos impostos para aposentados empreendedores: quem tem um pequeno comércio, uma oficina de costura ou quem produz alimentos em casa para vender poderá regularizar sua situação, se cadastrando no MEI e pagando uma mensalidade mais baixa. É mais segurança, mais tranquilidade e mais direitos para quem precisa.

Ao longo do período pré-eleitoral, o candidato tem visitado lideranças dos bairros para ouvir a população e registrar suas necessidades, expectativas e anseios. Fique por dentro de todos os seus projetos - frutos destas conversas - em http://www.valdircoelho.com.br .