Levantamento da Knewin aponta crescimento de mais de 57% do termo ENEM na mídia


Monitoramento acompanhou 256.513 tuítes entre os dias 03 e 25 de janeiro de 2021

A Knewin, maior PRTech da América latina, realizou um levantamento para entender o sentimento dos brasileiros sobre as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2020, adiado para este mês de janeiro de 2021 por conta da pandemia do coronavírus. O monitoramento foi feito via ferramenta Knewin Social, com base em 256.513 mensagens publicadas no Twitter, entre 03 e 25 de janeiro, identificou que os termos mais comentados na rede social foram: "enem" (242.016 tuítes), "#enem" (229.897 tuítes) e "#enem2020" (25.308 tuítes), apontando para um pico de menções em 24 de janeiro, com 108.403 tuítes citações ao Exame.

O termo "enem" apresentou crescimento de 57,4% nos veículos jornalísticos online e impressos (61.432 aparições em notícias em 2021 e 39.015 notícias em 2019). O período comparado foi entre os dias 03 a 25 de novembro de 2019 (ENEM 2019) e 03 a 25 de janeiro de 2021 (ENEM 2020, adiado por conta da pandemia).

Os assuntos de maior destaque foram o adiamento do ENEM por conta da pandemia. Estudantes e internautas argumentaram, principalmente que, com o recente crescimento de casos de Covid-19, a saúde e bem-estar dos alunos estariam seriamente em risco com a realização do exame de forma presencial. O levantamento também identificou críticas ao INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela organização e aplicação do exame, especialmente por conta das salas cheias - algumas até com mais de 80% da capacidade, além da dificuldade de acesso aos locais de prova. Há relatos de estudantes que foram barrados e impedidos de realizar o exame e, segundo eles, o argumento é de que as salas teriam atingido 50% da capacidade. Outro ponto amplamente debatido foi o número recorde de abstenções, tanto por conta dos estudantes que desistiram de prestar a prova quanto dos que foram barrados nas estradas das escolas. O crescimento da desigualdade social no exame deste ano também foi pauta entre os usuários.

Sobre a Knewin: Fundada em Florianópolis em 2011, a Knewin tem como missão democratizar o acesso à informação a partir de tecnologia de ponta. A maior empresa em faturamento de PRTech da América Latina é responsável por desenvolver soluções de monitoramento de notícias e de redes sociais para cerca de mil clientes de vários segmentos, incluindo comunicação e marketing, em quatro países. A Knewin tem uma estratégia de crescimento consistente e já fez onze aquisições desde 2016 (Informa Brasil, Zubit, Oficina de Clipping, Myclipp, DataClip, Editorial Link, Varjão Clipping, Monitori, MITI, Plugar e Armazém Digital), que ajudaram na construção de um portfólio ainda mais robusto.

Informações para a imprensa - FSB Comunicação

Tárcila Galdino - (11) 98183-7181 - tarcila.galdino@fsb.com.br
Maria Izabel Guimarães - Izabel.silva@fsb.com.br

Comentários