Simulado “realismo nominal” pedagogia



1) (VUNESP) Segundo o documento “A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o ensino fundamental de nove anos”, na linha da evolução psicogenética da língua, identificam-se três grandes períodos distintos entre si. No primeiro período, a criança espera que a escrita – como representação próxima, ainda que diferente, do desenho – conserve algumas propriedades do objeto a que substitui. É o que se chamou “realismo nominal”. Isso ocorre, por exemplo, quando a criança escreve pressupondo que

A) aos objetos grandes corresponde uma escrita proporcional a seu tamanho.


B) para que algo possa ser lido ou não, a escrita deve possuir uma quantidade mínima de caracteres.

C)para que algo possa ser lido ou não, não podem coexistir letras que se repetem numa mesma palavra.

D) a escrita representa um enunciado oral, o que se escreve se regula por diferenças ou semelhanças entre os significantes sonoros.

E) a escrita está fora do icônico, ou seja, a forma dos grafismos não guarda nenhuma relação com a forma dos objetos.



Questão: A



2) Segundo Queiroz e Moita (2007), a fim de que possam construir conscientemente a sua própria trajetória político- -pedagógica, é de grande utilidade aos professores que conheçam as tendências pedagógicas que influenciaram as práticas pedagógicas e buscaram atender às expectativas da sociedade. Dentre essas tendências, as autoras abordam a “pedagogia crítico-social dos conteúdos”, segundo a qual, a função social e política da escola é


A)  assegurar, por meio do trabalho com conhecimentos sistematizados, a inserção nas escolas, com qualidade, das classes populares.

B)  preparar os alunos para assumir papéis na sociedade, repassando o conhecimento moral e intelectual de que necessitam.

C)  produzir indivíduos competentes para o mercado de trabalho, a partir de técnicas específicas e pré-definidas por especialistas.


D) transformar o aluno no sentido libertário e autogestionário, como forma de resistência ao Estado e aos seus aparelhos ideológicos.

E)  estimular o aluno a engajar-se na luta por sua libertação, refletindo sobre sua realidade, sobre a opressão e suas causas.


Questão A


OBSERVAÇÕES:  

A "pedagogia critico-social dos conteúdos" defende que a função social e política da escola devem assegurar, através do trabalho com conhecimentos sistematizado, a inserção nas escolas, com qualidade, das classes populares garantindo as condições para uma efetiva participação nas lutas sociais.

Fonte: QUEIROZ E MOITA. Fundamentos sócio filosófico da educação.



Preparar os alunos para assumir papéis na sociedade, repassando o conhecimento moral e intelectual de que necessitam. Liberal Tradicional.  
Produzir indivíduos competentes para o mercado de trabalho, a partir de técnicas específicas e pré-definidas por especialistas. Liberal Tecnicista. 
Transformar o aluno no sentido libertário e autogestionário, como forma de resistência ao Estado e aos seus aparelhos ideológicos. Tendência progressista libertária
 Estimular o aluno a engajar-se na luta por sua libertação, refletindo sobre sua realidade, sobre a opressão e suas causas. Tendência progressista libertária

Comentários