Aumentam a demanda por procedimentos Estéticos

 Efeito Zoom: Chamadas de vídeo aumentam a demanda por procedimentos Estéticos



Com a pandemia no Brasil, a mudança dos hábitos dos brasileiros foi sentida também no segmento de beleza e estética. 2020 foi um ano de muitas adaptações, criatividade e aprendizado para todos.

Houve um aumento de encontros on-line e isso fez com que muita gente começasse a notar defeitos no rosto que, antes, passavam despercebidos. Essa nova percepção, passou a ser chamado de Efeito Zoom, que mostra a forte influência das câmeras e a busca pela melhor aparência.

Segundo dados do Google, a procura por harmonização facial aumentou 250% e 80% o interesse pelo uso de Botox no rosto. Esse momento de pandemia, é bem propício pois, por estar em casa, é possível fazer repouso e, em paralelo, tocar as atividades profissionais. Com isso, houve uma corrida às clínicas de estética e consultórios dermatológicos.

A rede de franquias de harmonização facial Royal Face sentiu bem essa procura. Mesmo com o fechamento do comércio, a Royal Face encerrou o ano com um aumento de 270% no faturamento em relação a 2019. Dos mais de 40 tipos de tratamentos faciais e corporais oferecidos, os mais procurados são toxina botulínica, preenchimento labial e fios de sustentação.

Para a sócio fundadora da Royal Face, Andrezza Fusaro, as pessoas passaram a se observar mais e querem ficar mais bonitas e os tratamentos ajudam e melhoram a auto estima. "Muitas pessoas estavam aguardando a retomada dos serviços para realizarem os procedimentos. Ainda a grande maioria é feminina, mas estamos percebendo um aumento grande do público masculino. Houve uma grande procura devido a maior visibilidade na tela do computador ou do celular", destacou a executiva.

A Royal Face espera investir mais de R$ 40 milhões, inaugurar mais 172 unidades, com o crescimento orgânico em torno de 430% em faturamento e com isso gerar mais de 1.000 empregos diretos em todo o País.

Segundo o diretor de Operações, Rodrigo Borelli, a implantação do pagamento e avaliação on line ajudaram nesse crescimento. Além disso, mesmo com toda a restrição de atendimento, o ticket médio aumentou.

"O pagamento e avaliação on line foi iniciado na pandemia ajudou muito nas nossas vendas. Nós estimávamos faturar 20% por loja com essa estratégia no pico da pandemia. Para nossa surpresa, tivemos franquias que conseguiram até 50% do faturamento com a venda dos serviços on line. Mesmo com número reduzido de atendimentos, o tíquete médio subiu. Trabalhamos muito forte o aproveitamento e aumentamos a nossa taxa de conversão," afirmou Borelli.

Sobre a Royal Face

Rede de franquias do segmento de Saúde, Beleza e Bem-Estar associada a ABF, lançada em novembro de 2018, especializada no segmento de tratamentos estéticos em harmonização facial e corporal a preços baixos. A Royal Face já realizou mais de 87 mil procedimentos, beneficiando mais de 100 mil clientes. A acessibilidade ao tratamento com o Carnê da Beleza foi o carro-chefe para o grande crescimento da Royal Face em três anos de operação. Atualmente, a marca está presente em 15 estados (BA, SP, PR, RS, SC, SE, GO, MS, MT, ES, DF, PA, RJ, MG e TO) com mais de 60 unidades inauguradas e com outras 124 em fase de implantação em mais 11 estados (CE, PA, PE, AM, RO, AP, MA, PI, RN, PB, AL), com operações em todas as regiões do Brasil. Site: https://www.royalface.com.br

Informações à imprensa

DFreire Comunicação e Negócios

Comentários