Pesquise

Translate

terça-feira, 4 de maio de 2021

Plataforma Sesc Digital reúne conteúdo inédito de exposições realizadas pela instituição

 Plataforma Sesc Digital reúne conteúdo inédito de

exposições realizadas pela instituição

Público pode acessar vídeos que simulam visitas mediadas por curadores e artistas, fotos, catálogos e publicações educativas das mostras exibidas pelo Sesc São Paulo, como Kader Attia: Irreparáveis Reparos (Sesc Pompeia), Transbordar: Transgressões do Bordado na Arte (Sesc Pinheiros) e a 15ª Bienal Näifs do Brasil (Sesc Piracicaba)

Imagens para divulgação: https://flic.kr/s/aHsmVtezD5

Reproduções fotográficas de obras, vídeos com percursos pelos espaços expositivos em que o espectador é acompanhado de artistas, a curadoria ou o educativo, visita virtual 360˚, catálogos e materiais educativos são alguns dos conteúdos de artes visuais disponíveis na Plataforma Sesc Digital, em uma iniciativa do Sesc São Paulo que oferece ao público uma maneira nova e democrática de acessar, de forma virtual, materiais das mostras exibidas nas unidades da instituição. São registros criados com o objetivo de complementar a experiência dessas mostras, que ficam disponíveis na plataforma , regularmente abastecida com conteúdos exclusivos.

São vídeos, fotos, reproduções de obras e publicações tanto de exposições que estavam em cartaz nos últimos meses - e cujo acesso teve alcance restrito, em função das medidas de combate à Covid-19 - quanto de mostras realizadas em outros anos.

"A plataforma Sesc Digital é uma iniciativa que vai ao encontro do nosso objetivo de democratizar o acesso à cultura ao maior número de pessoas. Com este projeto, gestado antes da pandemia eclodir, o Sesc traz conteúdos que permitem que o público se aprofunde também nos temas abordados nas exposições", explica Danilo dos Santos Miranda, diretor geral do Sesc São Paulo .

Entre as mostras mais recentes contempladas no Sesc Digital, destacam-se Transbordar: Transgressões do Bordado na Arte (Sesc Pinheiros), 15ª Bienal Naïfs do Brasil (Sesc Piracicaba), Pasteur, o Cientista (Sesc Interlagos)FARSA: Língua, fratura, ficção: Brasil-Portugal (Sesc Pompeia).

No dia 1º de maio, foi lançado, ainda, um vídeo-passeio pela exposição Kader Attia - Irreparáveis Reparos, que esteve em cartaz no Sesc Pompeia até o início desse ano. O percurso audiovisual é acompanhado de comentários e observações da curadora Carolin Köchling e do artista - recentemente indicado curador da próxima Bienal de Berlim - gravados especialmente para essa produção. O vídeo contempla todas as obras que estiveram expostas na mostra e traz uma experiência imersiva por meio do movimento orgânico da câmera pelos espaços.

Também em 1º de maio, houve o lançamento do curta Olhares Imaginados, que traz a itinerância da 21ª Bienal de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil 'Comunidades Imaginadas' pelo olhar de cinco moradores de distintas regiões de Campinas, onde a mostra esteve em cartaz até fevereiro deste ano. Suas impressões e opiniões se misturam e tecem um ponto de vista sobre a exposição e os temas abordados por ela.

Entre as produções audiovisuais já disponíveis de mostras recentes, que tiveram a visitação presencial restrita pela pandemia, destaca-se também uma série a partir dos conteúdos lúdicos de Perambular (Sesc Carmo); e vídeos-passeio por: GOLD - Mina de Ouro Serra Pelada em sua montagem no Sesc Birigui, com participação de Sebastião Salgado e a curadora Lélia Wanick Salgado; FARSA, no Sesc Pompeia, com as curadoras Marta Mestre e Pollyana Quintella (adjunta)My Name Is IVALD GRANATO Eu Sou, com o curador Daniel Rangel, no Sesc Guarulhos; e Pasteur, o Cientista, no Sesc Interlagos, mostra realizada em parceria com a Universcience - órgão do Ministério da Cultura da França..

Sobre as mostras realizadas já há alguns anos, há uma série de oito vídeos que abordam as diferentes obras da exposição Entrevendo - Cildo Meireles (Sesc Pompeia) e conteúdos em diferentes formatos de: Todo Poder ao Povo! Emory Douglas e os Panteras Negras (Sesc Pinheiros); Xilo: Corpo e Paisagem (Sesc Guarulhos); Levantes (Sesc Pinheiros); À Nordeste (Sesc 24 de Maio); Variações do Corpo Selvagem: Eduardo Viveiros de Castro, fotógrafo (Sesc Ipiranga); e as publicações da última edição da Bienal de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil.A plataforma também disponibiliza entrevistas, registros de encontros e performances do projeto Terra Comunal - Marina Abramovic + MAI, realizado em 2015 no Sesc Pompeia.

Serviço:

Sesc Digital
Para mais informações, acesse: https://www.sescsp.org.br/exposicoes


Informações para imprensa:
a4&holofote comunicação