FIDI e Américas Amigas promovem curso online e gratuito para técnicos em mamografia

 FIDI e Américas Amigas promovem curso online e gratuito para técnicos em mamografia


Curso visa melhorar a qualidade do exame realizado em hospitais públicos e filantrópicos do país

Conectada com seu propósito de responsabilidade social, a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI), responsável por gerir sistemas de diagnóstico por imagem em 74 unidades na rede pública de saúde, promove junto a ONG Américas Amigas, que tem como um de seus pilares de atuação a capacitação e treinamento de profissionais da saúde da área de câncer de mama, um curso online e gratuito de aperfeiçoamento em mamografia.

A parceria entre as instituições visa melhorar a qualidade do exame mamográfico realizado por técnicos em mamografia de hospitais públicos e filantrópicos de todo o Brasil. Inicialmente, 10 turmas serão abertas, com 30 profissionais em cada, mas caso a demanda seja maior, novas turmas serão disponibilizadas para aqueles que realizaram o cadastro e não conseguiram garantir uma vaga. Em 2021, cerca de 300 técnicos serão treinados e estarão mais preparados para realizar exames com qualidade.

Para se inscrever é necessário ser técnico em radiologia, com especialização em mamografia, registrado pelo Conselho Regional de Técnicos em Radiologia (CRTR) e atuar em hospital público ou filantrópico. O curso completo tem duração de três horas e o profissional inscrito possui 45 dias para concluí-lo no sistema. Caso haja interesse, basta acessar https://www.americasamigas.org.br/treinamento-e-capacitacao e selecionar o "modo online" do curso para concluir o cadastro.

Sobre a FIDI

Fundada em 1985 por médicos professores integrantes do Departamento de Diagnóstico por Imagem da Escola Paulista de Medicina - atual Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) -, a FIDI é uma Fundação privada sem fins lucrativos que reinveste 100% de seus recursos em assistência médica à população brasileira, por meio do desenvolvimento de soluções de diagnóstico por imagem, realização de atividades de ensino, pesquisa e extensão médico-científica, ações sociais e filantrópicas. Com 1.910 colaboradores e um corpo técnico formado por mais de 500 médicos, a FIDI está presente em 74 unidades de saúde nos estados de São Paulo e Goiás, e é a maior prestadora de serviços de diagnóstico por imagem do SUS, realizando aproximadamente 5 milhões de exames por ano, entre ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia, raios-X e densitometria óssea.

A Fundação também trabalha na proposição de soluções inovadoras para a saúde pública, como o sistema de análise de imagens de tomografia computadorizada por inteligência artificial, e participou da primeira Parceria Público-Privada de diagnóstico por imagem na Bahia. Por duas vezes, a FIDI recebeu o prêmio Referências da Saúde 2019 e 2020, na categoria Qualidade Assistencial, e por três vezes foi medalhista em desafios internacionais de aplicação de inteligência artificial no diagnóstico por imagem, propostos na conferência anual da Sociedade Norte-Americana de Radiologia, considerado o maior congresso do setor no mundo. Ao final de 2020, a Central de Laudos da FIDI obteve a certificação ISO 9001:2015 de Gestão da Qualidade, pela International Organization for Standardization e, em 2021, recebeu o selo de "Excelente Empresa Para se Trabalhar" (GPTW).

Sobre a Américas Amigas

Fundada em 2009, a Américas Amigas é uma Organização da Sociedade Civil (OSCIP) e Entidade Promotora dos Direitos Humanos. Tem como missão promover, em território nacional, a queda da mortalidade por câncer de mama para a população em situação de vulnerabilidade social por meio de conscientização, informação e acesso à detecção e ao diagnóstico precoce da doença.

Surgida da união de brasileiros e norte-americanos a Associação traz informação, acesso à saúde e esperança para milhares de mulheres em todo o Brasil.

A Américas Amigas doa equipamentos e insumos, exames de detecção e diagnóstico do câncer de mama, treina e capacita profissionais da área, além de promover iniciativas de conscientização e informação sobre a doença. De 2009 até o presente, a ONG já doou 23 mamógrafos, beneficiando 13 estados de norte a sul do país.

Imprensa | Máquina CW

Comentários