Papel das fibras no equilíbrio intestinal

 



Papel das fibras no equilíbrio intestinal

Calculadora de fibras ajuda a descobrir se os alimentos consumidos durante o dia contêm a quantidade recomendada fibras para o normal funcionamento do intestino

São Paulo, junho de 2021 - Muito se fala sobre a importância da ingestão de fibras, mas você sabe exatamente para que elas servem? Em quais alimentos encontrar? E qual a quantidade diária recomendada? Além de ajudar no melhor funcionamento do intestino, as fibras ajudam a controlar os níveis de açúcar e colesterol no sangue, melhoram a absorção de nutrientes, aumentam a saciedade e as bactérias boas do intestino. A essa comunidade de microrganismos que habitam nosso trato intestinal, chamamos de microbiota.

"Estudos realizados demonstraram que a baixa ingestão de fibras diminui a diversidade e a quantidade de microrganismos benéficos no intestino humano. A manutenção da microbiota intestinal saudável protege contra a colonização e proliferação de bactérias que causam doenças, e auxilia no bom funcionamento do sistema imunológico e na absorção adequada de nutrientes" explica a gastroenterologista Dra. Maria do Carmo Friche Passos.

De acordo com a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo de fibras deve ser de 25 g a 35 g por dia. Para isso, é preciso aumentar a ingestão de fibras, que estão presentes em frutas, vegetais, cereais. Mas será que as quantidades diárias consumidas desses alimentos são suficientes? A calculadora de fibras (https://www.nestle.com.br/proposito/individuos-e-familias/nestle-vidas-mais-saudaveis/calculadora-de-fibras) da Nestlé, vai te ajudar a descobrir o valor total presente na sua dieta, indicando a quantidade contida em cada alimento.

Dá para perceber que nem sempre é fácil atingir a quantidade diária recomendada, ainda mais porque o ideal é ingerirmos tanto fibras solúveis quanto insolúveis. As primeiras dissolvem na água e a segunda não. Dra. Maria do Carmo explica que tanto as fibras insolúveis como as solúveis, trazem benefícios para a microbiota intestinal, influenciando diretamente na motilidade intestinal.

"Em geral, fibras solúveis são mais facilmente fermentadas, têm maior viscosidade e representam uma importante fonte nutricional para as bactérias intestinais. Elas também promovem saciedade e capturam parte do açúcar e gordura das refeições. As insolúveis, por sua vez, têm importância na formação do bolo fecal e na manutenção do trânsito intestinal", diz.

Entre as fibras solúveis, uma parcela delas promove o crescimento dos microrganismos benéficos, podendo ser chamadas de prebióticos. São alimentos que promovem o crescimento preferencial de certas bactérias intestinais (as bifidobactérias e os lactobacilos), que possuem ações benéficas para o organismo. Os prebióticos se mostram como uma importante forma de manipular favoravelmente a microbiota intestinal.

Uma maneira prática e eficiente de atingir a dose diária recomentada de fibras, com quantidade e qualidade, é suplementar a alimentação. No Brasil já estão disponíveis produtos comerciais contendo fibras prebióticas, que, como vimos, favorecem diretamente o crescimento de microrganismos benéficos sendo, portanto, promotores da saúde intestinal.

Conheça a linha de produtos Fiber Mais, da Nestlé, que conta com um mix de fibras solúveis e prebióticas, além de um suplemento alimentar de fibras em geleia. São eles:

FiberMais sem sabor - um exclusivo mix de fibras 100% solúveis, que contribui para o funcionamento do intestino.

 
FiberMais Colágeno - uma combinação que alia o benefício do mix de fibras com Colágeno.

 
FiberMais Flora - traz os benefícios funcionais do Lactobacillus reuteri em uma combinação de fibras solúveis para auxiliar no equilíbrio da flora intestinal.

 
FiberMais Geleia - um suplemento alimentar de fibras em geleia, que ajuda o intestino a funcionar naturalmente.

O consumo destes produtos deve ser acompanhado da ingestão de líquidos.

As fibras alimentares auxiliam no funcionamento do intestino.

Lactobacillus reuteri (probiótico) contribui para o equilíbrio da flora intestinal. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

Dra. Maria do Carmo Friche Passos, Gastroenterologista e Professora Associada da Faculdade de Medicina da UFMG. Pós-doutorado em Gastroenterologia pela Universidade de Harvard - USA. Ex-presidente da Federação Brasileira de Gastroenterologia. Vice-presidente do Núcleo Brasileiro para Estudo do H. pylori e Microbiota D.

Sobre a Nestlé

É a maior empresa de alimentos e bebidas do mundo. Está presente em 190 países e seus 308 mil colaboradores estão comprometidos com o propósito da Nestlé de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável. A Nestlé oferece um amplo portfólio de produtos e serviços para cada etapa de vida das pessoas e de seus animais de estimação. Suas mais de 2000 marcas variam dos ícones globais, como Nescafé ou Nespresso aos favoritos locais como Ninho. O desempenho da empresa é impulsionado por sua estratégia de Nutrição, Saúde e Bem-Estar. Sua Sede fica na cidade suíça de Vevey, onde foi fundada há mais de 150 anos. No Brasil, instalou a primeira fábrica em 1921, na cidade paulista de Araras, para a produção do leite condensado Milkmaid, que mais tarde seria conhecido como Leite Moça. A empresa tem unidades industriais localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Emprega 32 mil colaboradores diretos e gera outros 200 mil empregos indiretos. A Nestlé Brasil está presente em 99% dos lares brasileiros, segundo pesquisa realizada pela Kantar Worldpanel.

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

FSB Comunicação - Jamille Menezes

Comentários