Reabertura das escolas

 


Movimento #TáNaHoraDaEscola coloca em pauta a urgência da reabertura das escolas e a necessidade de discutir o tema

Instituições ligadas à infância, juventude e educação se unem para garantir o direito dos estudantes do País

Reunidas em torno do consenso sobre o enorme prejuízo para o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens causado pelo longo período fora das escolas durante a pandemia da Covid-19, instituições voltadas para a infância, juventude e educação lançam, nesta sexta-feira, 23 de julho, o movimento #TáNaHoraDaEscola .

A iniciativa busca gerar e organizar uma ampla mobilização nacional em torno da necessidade da reabertura das escolas, sem desconsiderar os muitos desafios que ainda existem. A campanha coloca lado a lado neste esforço a Fundação Lemann, Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Fundação Roberto Marinho, Instituto Alana, Instituto Natura, Itaú Social e o Todos Pela Educação - e convida novos apoiadores para o Movimento.

Construído para contribuir com informações confiáveis e relevantes sobre a retomada de atividades presenciais de maneira segura para as crianças, adolescentes e profissionais de educação, o #TáNaHoraDaEscola considera o cenário preocupante e contrapõe o fato de o Brasil ser um dos países que mais tempo manteve as escolas fechadas e, por outro lado, ser o segundo que mais perdeu vidas pela Covid-19 em todo o mundo.

Apesar dos esforços dos profissionais da educação, que enviaram atividades para fazer em casa e apoiaram as famílias, o impacto dessa circunstância prolongada vai desde os prejuízos no desenvolvimento das crianças, desde a primeira infância, e dos adolescentes, aumento da vulnerabilidade alimentar e de segurança dos alunos, até o crescimento imprevisível do abandono escolar.

Este quadro alarmante gera um aumento do já notório déficit educacional, ampliando as desigualdades entre os estudantes de instituições de ensino públicas e privadas, entre alunos negros e brancos e entre regiões e municípios do país.

A necessidade de discutir o retorno ao convívio escolar inclui também a constatação de que, após mais de um ano de pandemia, está comprovado que diferentes formatos de reabertura se mostraram efetivos em diversos países e, com os cuidados adequados, protocolos sanitários e adaptação da infraestrutura, as escolas podem receber os alunos com segurança.

O complexo desafio brasileiro exige ainda mais discussão e envolvimento de todos os agentes desse sistema: familiares, alunos, professores, escolas e governos em todas as suas esferas. O avanço da vacinação - inclusive entre os profissionais da educação - e o início de um novo semestre letivo colocam o debate neste novo momento.

Sobre o #TáNaHoraDaEscola

Movimento construído para contribuir com informações confiáveis e relevantes sobre a reabertura das escolas brasileiras, de maneira segura para as crianças, adolescentes e profissionais de educação, no contexto da pandemia de Covid-19. A mobilização conta com diversas organizações apoiadoras, que assinam um manifesto e buscam amplificar o debate urgente sobre a retomada das aulas presenciais, com todos os protocolos de segurança necessários, no segundo semestre de 2021. Para saber mais, acesse https://www.tanahoradaescola.com.br



Informações para a imprensa:

Advice Comunicação Corporativa - Assessoria do #TáNaHoraDaEscola e da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal

Contatos: fmcsv@advicecc.com - Tel.: (11) 5102-5251

Luana Rodriguez - luana.rodriguez@advicecc.com - (11) 97308-9091

Carolina Stefanini - carolina.stefanini@advicecc.com

Fernanda Dabori - fernanda.dabori@advicecc.com

Analítica Comunicação - Assessoria de imprensa da Fundação Lemann

Julia Rezende - julia.rezende@analitica.inf.br (11) 99684-5604

Rení Tognoni - reni@analitica.inf.br (11) 99151-6164

CDN Comunicação - Assessoria de imprensa do Instituto Natura

Comentários