Simulado Ensino Médio - Poema

1)  Na Amazônia, o desafio é controlar a extração de madeira, uma ameaça à floresta. Proibi-la preservaria a região, mas tiraria o sustento de famílias que trabalham nas madeireiras. A saída é o manejo sustentável, ou seja, um corte selecionado e controlado. (Adaptado de Superinteressante, outubro de 2001)

... ou seja, um corte selecionado e controlado. (última frase) Considerado o contexto, a frase reproduzida acima contém uma noção de 


(A) causa.               (B) condição.           (C) conclusão.           (D)) explicação.                 (E) finalidade. 



2)  Ubatuba acabava levando a fama. (1o parágrafo) O verbo conjugado nos mesmos tempo e modo que os do grifado acima está na frase:

(A) ... respondeu a uma pergunta típica de almanaque... 

(B) ... que o toró predomina...

 (C) ... ou chove o dia todo... 

(D) ... que quando atinge seu ápice... 

(E) ... que caía em São Paulo...


Leia o poema para responder às questões 3- 4-5: 

Soneto Sentimental à Cidade de São Paulo 


Ó cidade tão lírica e tão fria! 

Mercenária, que importa – basta! – importa 

Que à noite, quando te repousas morta 

Lenta e cruel te envolve uma agonia 


Não te amo à luz plácida do dia 

Amo-te quando a neblina te transporta 

Nesse momento, amante, abres-me a porta 

E eu te possuo nua e frígida. 


Sinto como a tua íris fosforeja 

Entre um poema, um riso e uma cerveja 

E que mal há se o lar onde se espera 


Traz saudade de alguma Baviera 

Se a poesia é tua, e em cada mesa 

Há um pecador morrendo de beleza? 


(Vinicius de Moraes, Poemas esparsos. 2008)


3) Para o eu lírico, São Paulo é uma cidade 

(A) sem atrativos naturais, estando ele cada vez mais distante dela.

 (B) bastante complexa, afastando os cidadãos com suas ambiguidades. 

(C) obscura por natureza, vendo ele a real beleza dela na tristeza.

 (D) marcada pelas multifaces, sendo ele seduzido pelas suas noites. 

(E) simples e envolvente, levando bem-estar a todos a qualquer hora.


4) Ao descrever a cidade, o eu lírico vale-se de termos e expressões em sentido 

(A) próprio, por meio dos quais idealiza São Paulo. 

(B) figurado, por meio dos quais personifica São Paulo.

 (C) figurado, por meio dos quais questiona as belezas de São Paulo. 

(D) próprio, por meio dos quais desqualifica São Paulo. 

(E) figurado, por meio dos quais desdenha de São Paulo


5) Nos versos “Mercenária, que importa – basta! – importa” e “Não te amo à luz plácida do dia”, os termos em destaque têm como antônimos, respectivamente, 

(A) Desinteressada e agitada. 

(B) Ambiciosa e cruel. 

(C) Interesseira e violenta. 

(D) Abnegada e serena. 

(E) Altruísta e pacífica




6)    De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, as lacunas do texto devem ser preenchidas, respectivamente, com: 

(A) Porquanto vai … que 

(B) Quando ir … de que 

(C) Se for … de que 

(D) Caso fores … de que 

(E) Embora vá … que


7) Considerando o sentido do texto, na oração “Conduz à urbanidade.” (3o parágrafo), o acento indicativo da crase será mantido se o verbo for substituído por


 (A) Exerce.         (B) Rege.          (C) Transmite.                   (D) Implica.              (E) Leva.



1-D    2- E         3-D           4-D             5- A     6-C     7-C 

Comentários