A ESTRUTURA E A FORMAÇÃO DE PALAVRAS - MORFOLOGIA

 ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS -MORFOLOGIA 

Observe as seguintes palavras: 

escol-a escol-ar escol-arização escol-arizar sub-escol-arização 

tempo tempo-ral tempo-rizar tempo-rão 

cas-a cas-ebre cas-arão cas-inha 

feliz felic-idade in-feliz feliz-mente in-feliz-mente 


RADICAL – informa o significado da palavra.

 É a parte invariável. 

 PREFIXOS – antes do radical 

AFIXOS SUFIXOS – depois do radical A derivação sufixal pode ser: 

1) Nominal, formando substantivos e adjetivos. 

Por exemplo:

 papel - papelaria riso - risonho 


2) Verbal, formando verbos.

 Por exemplo: atual - atualizar 

3) Adverbial, formando advérbios de modo. 

Por exemplo: feliz - felizmente 


VOGAL TEMÁTICA: vogal que, nos verbos, une o radical às desinências e indica a conjugação a que pertencem.

 Ex: Cant a mos 

 Faz e ndo 

 Part i a 

TEMA: parte constituída pelo radical e pela vogal temática.


 PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS 

Derivação é o processo pelo qual se obtém uma palavra nova, chamada derivada, a partir de outra já existente, chamada primitiva. 

Observe o quadro abaixo: 

Primitiva Derivada mar marítimo, marinheiro, marujo terra enterrar, terreiro, aterrar 


4) Derivação prefixal: acréscimo de um prefixo. 

Ex: Infeliz 


5) Derivação sufixal: acréscimo de um sufixo. 

Ex: felizmente 


6) Derivação Prefixal e Sufixal Ocorre quando a palavra derivada resulta do acréscimo não simultâneo de prefixo e sufixo à palavra primitiva.

 Exemplos: Palavra Inicial Prefixo Radical Sufixo Palavra Formada 

leal des leal dade deslealdade 

feliz in feliz mente infelizmente 

Note que a presença de apenas um desses afixos é suficiente para formar uma nova palavra, pois em nossa língua existem as palavras "desleal", "lealdade" e "infeliz", "felizmente". 



7). Derivação Parassintética ou Parassíntese Ocorre quando a palavra derivada resulta do acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo à palavra primitiva. 

Considere, por exemplo, o adjetivo "triste". Do radical "trist-" formamos o verbo entristecer pela junção simultânea do prefixo "en-" e do sufixo "-ecer". 

Note que a presença de apenas um desses afixos não é suficiente para formar uma nova palavra, pois em nossa língua não existem as palavras "entriste", nem "tristecer". 


Exemplos: 

Palavra Inicial Prefixo Radical Sufixo Palavra Formada 

mudo e mud ecer emudecer 

alma des alm ado desalmado 


Dica: para estabelecer a diferença entre derivação prefixal e sufixal e parassintética, basta retirar o prefixo ou sufixo da palavra na qual se tem dúvida. 


Feito isso, observe se a palavra que sobrou existe; caso isso aconteça, será derivação prefixal e sufixal. Caso contrário, será derivação parassintética. 

Exemplos de Derivação Parassintética 

 Abençoar (a- prefixo e -oar - sufixo) 

 Amanhecer (a- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Anoitecer (a- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Entardecer (en- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Envelhecer (en- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Envernizar (en- prefixo e -izar - sufixo) 

 Enrijecer (en- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Entristecer (en- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Emagrecer (e- prefixo e -ecer - sufixo) 

 Engaiolar (en- prefixo e -ar - sufixo) 


Atividades de fixação: 

1-Em qual dos itens abaixo está presente um caso de derivação parassintética: 

a) operaçãozinha 

b) conversinha 

c) principalmente 

d) assustadora 

e) obrigadinho 


2-Assinalar a alternativa em que as duas palavras são formadas por parassíntese: 

a) indisciplinado - desperdiçar 

b) incineração - indescritível 

c) despedaçar - compostagem 

d) endeusado - envergonhar 

e) descamisado – desonestidade 


3)Assinale a opção que apresenta somente palavras formadas por derivação parassintética. 

a) desvalorização, avistar, resfriado, reintegração, infelizmente 

b) expropriar, entortar, amanhecer, desalmado, ensurdecer 

c) escolarização, anti-inflação, retrospectivo, comilão, corpanzil 

d) desigualdade, endurecer, alfabetizar, abençoar, chuviscar 

e) administração, entretela, contrabalançar, semicondutor, relembrar.

Comentários