Pesquisar

29 de set. de 2021

Libbs lança Circuito pelo Coração para incentivar prática de exercícios físicos

 



Libbs lança Circuito pelo Coração para incentivar prática de exercícios físicos

Campanha de incentivo conta com aplicativo que vai contabilizar quilômetros percorridos e converter em doações


São Paulo, 29 de Setembro de 2021 - Para comemorar o Dia Mundial do Coração e incentivar o retorno e manutenção das atividades físicas, que estão entre as principais aliadas no combate às doenças cardíacas, a Libbs Farmacêutica lança hoje o Circuito pelo Coração, uma campanha que vai converter a distância percorrida a pé ou de bicicleta pelos participantes cadastrados em doações para quatro instituições sem fins lucrativos.

Para isso, a empresa criou um aplicativo de nome homônimo ao da campanha (Circuito pelo Coração) no qual o participante se cadastra e para cada quilômetro percorrido usando o App a Libbs faz uma doação de R$ 1. A campanha ocorre entre o dia 29 de setembro e 5 de outubro.

Como participar?

Para participar do Circuito pelo Coração basta fazer download do aplicativo da campanha, disponível nas principais lojas, fazer um cadastro simples e começar a usar. No programa é possível escolher o ambiente em que vai ocorrer a atividade (interno ou externo) e o tipo de atividade (caminhada, corrida ou pedalada).

O brasileiro e o coração

Hoje, quase 40% dos brasileiros falecidos antes dos 70 anos morre por doenças do coração¹. Somente este ano, de acordo com Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia foram quase 300 mil pessoas² (dados do cardiômetro), o que faz das doenças cardíacas a principal causa de morte no País.

"Nesse sentido é de grande importância incentivar nos pacientes a adoção e manutenção de uma rotina de atividades físicas", salienta o cardiologista Jairo Lins Borges, pesquisador e professor da disciplina da Cardiologia da UNIFESP e consultor científico da Libbs Farmacêutica.

De acordo com o médico, as atividades físicas regulares são um dos pilares para a manutenção da saúde cardíaca. "Juntamente com uma alimentação balanceada, boas noites de sono e evitar o uso de cigarro e consumo de álcool", completa o especialista.

Para o especialista, a pandemia do novo coronavírus aumentou o nível de sedentarismo (dados) na medida em que a necessidade do isolamento social afastou as pessoas das academias e rotinas de exercícios. Com o avanço da vacinação o médico ressalta a necessidade de se retomar as práticas, sobretudo os pacientes que já possuem histórico cardíaco. "As atividades físicas auxiliam no controle da hipertensão, diabetes e colesterol elevado, principais comorbidades que afetam o coração. Portanto, elas devem fazer parte do tratamento desses pacientes", defende.



Referências

1 - Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Hoje, quase 40% dos brasileiros que morre antes dos 70 anos morre por doenças do coração [Internet]. [acesso em: 28 set. 2021]. Disponível em: https://www.paho.org/pt/topicos/doencas-cardiovasculares

2 - Sociedade Brasileira de Carbiologia (SBC). ). Somente este ano, de acordo com Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia foram quase 300 mil pessoas. [Internet]. [Acesso em 28 set. 2021]. Disponível em: https://www.cardiometro.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA