VERBOS INTRANSITIVOS

 

VeRBOS INTRANSITIVOS

Postado por Filipe Oliveira em 10/07/2019 e atualizado pela última vez em 22/07/2020

Verbos que não precisam de complemento


Os verbos intransitivos têm a capacidade de apresentar o sentido completo de uma ação.

As ações propagadas pelos verbos intransitivos têm início e fim no próprio sujeito, não sendo necessário complementos verbais para completar o seu sentido. Dessa forma, os verbos intransitivos não criam transitividade verbal com um objeto direto e com o objeto indireto.

Exemplos dos verbos intransitivos


Veja a seguir uma lista com verbos intransitivos:

• Verbo nascer;
• Verbo morrer;
• Verbo viver;
• Verbo voltar;
• Verbo chegar;
• Verbo andar;
• Verbo chorar;
• Verbo cair;
• Verbo dormir;
• Verbo deitar;
• Verbo sentar;
• Verbo levantar;
• Verbo sofrer;
• Verbo casar;
• Verbo suceder;
• Verbo proceder.

Os verbos intransitivos em frases:

• Hugo nasceu!
• Só tenho vontade de chorar.
• Minha avó ainda não voltou.
• O celular caiu.
• Meu filho já casou.
• Esses questionamentos não procedem.

Verbos intransitivos e adjuntos adverbiais


Frequentemente as informações são acrescentadas aos verbos intransitivos. Mesmo sendo possível, essas informações não são obrigatórias nem essenciais para o entendimento do significado do verbo, somente para o seu enriquecimento.

As informações usadas para o enriquecimento do verbo são os adjuntos adverbiais, isto é, um termo acessório da oração, cuja missão é mostrar a circunstância - tempo, lugar, modo, intensidade.

Alguns adjuntos adverbiais

• De fato (afirmação);
• Jamais (negação);
• À esquerda (lugar);
• De noite (tempo);
• Muito (intensidade);
• Rapidamente (modo);
• A pé (meio);
• De porcelana (matéria);
• Sobre futebol (assunto).

Frases com verbos intransitivos e adjuntos adverbiais: 

Verbo nascer

• Miguel nasceu de tarde. (tempo)
• Miguel nasceu rapidamente. (modo)
• Miguel nasceu no hospital. (lugar)

Verbo chorar

• Maria Eduarda chorou muito. (intensidade)
• Maria Eduarda chorou lentamente. (modo)
• Maria Eduarda chorou todos os dias. (frequência)

Verbo casar

• Maria da Paz com certeza casará. (afirmação)
• Maria da Paz nunca casará. (negação)
• Maria da Paz casará em breve. (tempo)
• Maria da Paz casará aqui. (lugar)


Existem os verbos intransitivos e os transitivos. (Foto: Educa Mais Brasil)

Verbos transitivos


Os verbos transitivos são verbos que têm o sentido incompleto. Diferente dos verbos intransitivos, os verbos transitivos precisam de um complemento verbal para ter sentido, isto é, precisam de um objeto direto e/ou objeto indireto.

De acordo com o complemento verbal com qual criam a transitividade, eles podem ser classificados em:

• Verbos transitivos diretos;
• Verbos transitivos indiretos;
• Verbos transitivos diretos e indiretos.

Verbos transitivos diretos

Os verbos transitivos diretos constituem regência verbal com o objeto direto sem a necessidade de uma preposição, de forma a responder às perguntas o quê? e quem?.

Exemplos com verbos transitivos diretos:

Verbo fazer

• A Helena fez o trabalho.

Verbo ver

• Vocês já viram os vingadores?

Verbo visitar

• Ontem eu visitei minha madrinha.

Verbo atropelar

• Aquela moto atropelou o gato.

Verbos transitivos indiretos

Os verbos transitivos indiretos constituem regência verbal por meio de uma preposição com o objeto indireto respondendo às perguntas: de quê? para quê? de quem? para quem? em quem?. 

Exemplos com verbos transitivos indiretos:

Verbo precisar

• Estou precisando viajar.

Verbo acreditar

• Eu não acredito no governo.

Verbo simpatizar

• Não consigo simpatizar com a enfermeira.

Verbo saber

• Eu já sei de tudo.

Verbos transitivos diretos e indiretos

Os verbos transitivos diretos e indiretos constituem regência verbal com o objeto direto e objeto indireto. Anteriormente esses verbos eram chamados de bitransitivos. 

Normalmente o objeto direto é usado para fazer indicação a coisas (o quê?), enquanto o objeto indireto é usado para indicar pessoas (a quem? de quem? para quem?).

Exemplos com verbos transitivos diretos e indiretos:

Verbo emprestar

• Emprestei o celular a meu amigo.

Verbo dar 

• O marido deu um presente à esposa.

Verbo agradecer

• O convidado agradeceu o convite aos noivos.

Verbo pagar

• Meu irmão já pagou a conta do colégio.

O que é verbo?


Verbo é a classe gramatical das palavras que pode ser flexionada em pessoa, número, tempo, modo e voz. Os verbos podem indicar ação, estado, fenômeno, ocorrência e desejo. O que define um verbo são as flexões, e não os significados.

Estrutura dos verbos

De acordo com sua estrutura, uma forma verbal pode apresentar os seguintes elementos:

Radical: essa é a parte invariável do verbo, que exprime o essencial.  Exemplo:

fal-ei; fal-ava; fal-am. (radical fal-)

Tema: é o radical acompanhado da vogal temática que aponta a conjugação a que pertence o verbo. Exemplo:
fala-r

São três as conjugações:

1° - Vogal Temática - A - (falar)
2° - Vogal Temática - E - (vender)
3° - Vogal Temática - I - (partir)

Desinência modo-temporal: é a parte que indica o tempo e o modo do verbo. Exemplo:

Falávamos (indica o pretérito imperfeito do indicativo.)
Falasse (indica o pretérito imperfeito do subjuntivo.)

Desinência número-pessoal: essa parte indica a pessoa do discurso - 1°, 2°, 3° - e o numero - singular ou plural. Exemplo:

Falamos (indica a 1° pessoa do plural.) 
Falavam (indica a 3° pessoa do plural.)

fonte:https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/lingua-portuguesa/verbos-intransitivos




01) Classifique os verbos das frases abaixo:Verbo intransitivo
Verbo de ligação
Verbo transitivo direto
Verbo transitivo indireto
Verbo bitransitivo
.
a) Este copo é de cristal.
b) O professor falava muito.
c) D. Ester precisa de empregada.
d) Papai parece nervoso.
e) A moça fechou os olhos.
f) Peres assistiu ao filme na TV.
g) A garota comprou os ingredientes.
h) Ele necessita de amor.
i) Deus é maravilhoso.

Comentários