Pesquisar

9 de out. de 2021

Bem Viver: primeira Escola de Educação Infantil, com proposta Bilíngue para primeira infância, em Copacabana, e valor mais acessível

 Bem Viver: primeira Escola de Educação Infantil, com proposta Bilíngue para primeira infância, em Copacabana, e valor mais acessível


Instituição sociointeracionista, com mais de 20 anos, resiste à pandemia e se destaca no mercado oferecendo aos pequenos aulas como yoga, educação financeira e ambiental



A logo passa a mensagem da evolução infantil gerada pela Bem Viver: a escola

preparando a lagarta para sua transformação em uma linda borboleta

"Foi uma adaptação desafiadora para toda a equipe Bem Viver, para os responsáveis e as crianças. Porém, num trabalho conjunto com muito carinho e troca de experiências, formamos um grande time e passamos por isso da melhor forma possível.", conta Carol Passos, diretora da escola, sobre os desafios da pandemia. Hoje, com aproximadamente 50 profissionais no time e com números de alunos equivalente ao anterior às medidas de restrição, a escola realizou obras de expansão a fim de oferecer um ambiente ainda mais confortável e lúdico para as crianças. Outra melhoria de sucesso foi o ClassApp, implementado para facilitar e agilizar a interação entre escola e responsáveis.

A Bem Viver vem se destacando pelo seu perfil sociointeracionista, oferecendo uma educação bilíngue com viés humanista e ambientalista. Entre os destaques, estão a "Alfabetização Emocional", que estimula a capacidade dos pequenos de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e também da compreensão dos sentimentos alheios e da capacidade do indivíduo de conviver e interpretá-los; e a "Educação Alimentar", que visa incentivar as crianças a experimentarem novos cheiros, sabores e cores, estimulando o consumo de alimentos naturais (frutas, verduras e legumes), livres de conservantes e o menos industrializados possível.

"Acreditamos que, por intermédio das brincadeiras e do contato com situações concretas, as crianças experimentam, exploram, interagem e, assim, aprendem. Esta dinâmica proporciona o desenvolvimento cognitivo e emocional, incentiva a descoberta e, consequentemente, o prazer de estudar." - explica Carol.

A escola acredita que o espírito cooperativo deve ser incentivado e desenvolvido como um valor básico para a formação de indivíduos conscientes de seu papel na sociedade, sensíveis ao próximo, buscando no trabalho conjunto uma harmonia produtiva. O trabalho pedagógico valoriza o processo de construção de cada aluno, a oportunidade à conquista da autonomia da criança, buscando assim construir o equilíbrio necessário entre liberdade e disciplina para chegar a um trabalho produtivo e criativo. Além de, através da educação ambientalista, promover a conscientização das crianças sobre a importância de cuidar e preservar o meio ambiente em prol de um mundo melhor para todos, desenvolvendo um senso comum de pertencimento, humanidade e trabalho coletivo em prol de um objetivo.



Os pequenos sentados na Árvore da Vida olhando para os valores ensinados na escola

"Exploramos valores que fazem parte do dia a dia dentro da escola, no trabalho com as turmas. Com as atividades diárias, é possível refletir sobre a convivência, o meio ambiente, a valorização à vida e a solidariedade, contribuindo para a formação integral do indivíduo. A intenção é desenvolver o respeito às pessoas, a defesa do ambiente e da natureza, o combate à violência e a toda forma de preconceito e o não-incentivo ao consumo desenfreado. A escola não adota qualquer forma de ensino religioso, pois considera que cabe à família desempenhar este papel. As questões trazidas pelas crianças sobre este assunto são abordadas na linguagem universal do amor ao próximo, segundo a qual todas as crenças devem ser respeitadas." - ressalta a diretora.

Em sua grade curricular, a Bem Viver oferece atividades diversificadas que complementam o trabalho desenvolvido pela equipe pedagógica. Para as turmas de berçários são desenvolvidas aulas de psicomotricidade, música e arte em movimento; nas turmas de Jardim I e II são oferecidas aulas de educação física, música, yoga e inglês; e nas turmas de pré-escola I e II, além de todas as citadas anteriormente, são oferecidas aulas de Educação Financeira e Ciências. A matriz curricular traz os cinco "Campos da experiência", são eles: O eu, o outro e o nós - interação com os pares e com adultos, onde as crianças vão constituindo um modo próprio de agir, sentir e pensar e vão descobrindo que existem outros modos de vida, pessoas diferentes, com outros pontos de vista; Corpo, gestos e movimentos - por meio dos sentidos, gestos, movimentos impulsivos ou intencionais, coordenados ou espontâneos, as crianças exploram o mundo, o espaço e os objetos do seu entorno; Traços, sons, cores e formas - Conviver com diferentes manifestações artísticas, culturais e científicas, locais e universais, possibilita vivenciar diversas formas de expressão e linguagens; Escuta, fala, pensamento e imaginação - promovendo experiências nas quais as crianças possam falar e ouvir, potencializando sua participação na cultura oral, se constituindo ativamente como sujeito singular e pertencente a um grupo social; e Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações - experiências para fazer observações, manipular objetos, investigar e explorar seu entorno, levantar hipóteses e consultar fontes de informação para buscar respostas às suas curiosidades e indagações, ampliando seus conhecimentos do mundo físico e sociocultural para utilizá-los em seu cotidiano.



Carol Passos - diretora da escola

A implementação da educação bilíngue se deu em 2020, buscando atualizar ainda mais as experiências oferecidas às crianças. O ponto diferencial também está no valor da mensalidade, que comparado às outras escolas bilíngues da região se torna muito mais acessível.

"Entendemos que vivemos em um mundo globalizado e acreditamos que é importante o contato com a língua inglesa desde a primeira infância. Além disso, aqui na Bem Viver trabalhamos, sobretudo, com propósito. Tornamos nossa escola bilíngue e não aumentamos os valores por isso, pois queremos dar a oportunidade de uma educação completa como a nossa para o maior número de famílias possíveis", complementa Carol Passos.



Pequenos meditando durante a aula de yoga

HISTÓRIA

A história da escola começa em 1997, quando Sonia Passos (mãe da Caroline Passos) adquiriu a Escola Bem Viver, que ficava numa casa pequena (mesmo endereço) e tinha apenas 16 alunos. Na época, a escola tinha um ensino tradicional, do maternal até a quarta série primária. Anos depois se tornou a Escola Integrada Bem Viver e, junto a isso, o conceito pedagógico implementado até hoje: sociointeracionista. Para refletir o conceito da escola foram realizadas mudanças no ambiente, como: inclusão de mesas redondas, para facilitar a comunicação e a integração entre as crianças, que tem o professor como mediador do processo de ensino.

A chegada da Caroline Passos se deu em 2006, quando a já Bacharel em Educação Física terminou seu MBA em Gestão Empresarial, na FGV, e com uma visão mais empreendedora, segmentou melhor a escola como Creche e Pré-Escola - e terminou com o ensino Fundamental (que ainda persistiu até 2011). Assumiu as atividades extras da escola e, no ano seguinte, criou o "Bem Viver Kids", uma nova proposta de atividades físicas e culturais para promover o desenvolvimento social e integrativo das crianças. Em 2013, Caroline assumiu integralmente a direção da escola. Em 2019, transforma sua identidade visual e o espaço interno e externo da escola, proporcionando aos seus alunos um ambiente mais moderno, seguro, divertido e confortável. E então, em 2020, a Bem Viver se torna Bem Viver Educação Bilíngue, sendo a primeira Escola de Educação Infantil, com proposta Bilíngue para primeira infância, no bairro de Copacabana.


Fernanda Miranda - Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA