Exposição sobre Machado de Assis

 Exposição sobre Machado de Assis enfatiza a relação de suas obras com a imprensa


Em cartaz na Biblioteca do Museu Republicano de Itu, de segunda à sexta, das 8h às 17h

Uma boa opção de lazer e cultura, principalmente para os estudantes durante o período de férias escolares, é visitar a exposição dedicada a Machado de Assis, um dos maiores escritores da literatura brasileira, em cartaz no Centro de Estudos do Museu Republicano de Itu. Autor de vasta obra, ao longo de sua vida publicou 10 romances, cerca de 200 contos e mais de 600 crônicas.

Pensada como parte da programação da "Primavera dos Museus" no final de 2019, por conta da pandemia da Covid-19, que impôs o distanciamento social durante longo período, a exposição passou quase todo esse tempo fechada para visitação do público. Com a reabertura do espaço, agora pode ser vista de segunda à sexta, das 8h às 17h, e não necessita de agendamento prévio.

José Renato Galvão, técnico da Biblioteca do Museu, conta que a exposição é composta especialmente pelo acervo do historiador Edgard Carone, pelas doações das editoras da USP e Unicamp, e que pretende enfatizar um aspecto fundamental da obra machadiana ainda pouco explorado: a relação do escritor com a imprensa e a articulação entre os conteúdos de sua obra e aquilo que lia nos jornais.

"Nessas produções, Assis esforçou-se por articular questões artísticas e reflexões sobre a sociedade brasileira e seus dramas políticos e sociais mais estruturais, entre eles a escravidão", explica Galvão. Para ele, cada vez mais os estudiosos buscam analisar a forma como os assuntos do momento, os debates do dia e os fatos históricos presentes na imprensa instigaram e impactaram a obra do artista.

"Entendendo a literatura como um espaço para pensar e intervir no mundo do qual fazia parte, Machado de Assis foi sujeito e personagem das histórias que contou, nos legando não apenas uma obra literária primorosa, como também um testemunho histórico de seu tempo", conclui Galvão.

História do Museu Republicano - O Museu Republicano "Convenção de Itu" foi inaugurado pelo Presidente do Estado de São Paulo, Washington Luis Pereira de Sousa, a 18 de abril de 1923 e desde então subordinou-se administrativamente ao Museu Paulista que, em 1934, tornou-se Instituto complementar da recém-criada Universidade de São Paulo e a ela se integrou em 1963.

É uma instituição científica, cultural e educacional, especializada no campo da História e da Cultura Material da sociedade brasileira, com ênfase no período entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, tendo como núcleo central de estudos o período de configuração do regime republicano no Brasil.

Encontra-se instalado em sobrado histórico em Itu, erguido nas décadas iniciais do século XIX, e que se tornou residência da família Almeida Prado. Foi nesse local que se realizou, em 18 de abril de 1873, uma reunião de políticos e proprietários de fazendas de café para discutir as circunstâncias do país e que, posteriormente, se transformou na famosa Convenção Republicana de Itu, marco originário da campanha republicana e da fundação do Partido Republicano Paulista.

Mais informações à imprensa:

Ex-Libris Comunicação Integrada

Assessoria de Imprensa do Museu Paulista

Jornalistas: Marco Berringer, Edmir Nogueira e Emilly Santos

(11) 9 9393-3088

Comentários