PESQUISA

Páginas

Operações de câmbio em multimoedas

 




Core bancário da Topaz permite operações de câmbio em multimoedas por instituições de pagamento no Brasil

São Paulo, novembro de 2021 – A partir de setembro de 2022, as instituições de pagamento poderão atuar no mercado de câmbio, segundo decreto do Banco Central (Bacen) aprovado em setembro. Até então, apenas bancos, corretoras e distribuidoras de títulos tinham autorização para operar com câmbio no Brasil. O intuito da mudança é trazer mais competitividade e abrir espaço para a criação de novos modelos de negócios.

A nova regulamentação já tem gerado resultados nessa direção. Com um core bancário modular, que permite que as instituições financeiras e varejistas façam a contratação dos serviços que desejarem com maior flexibilidade e de forma personalizada, a Topazplataforma de negócios financeiros do Grupo Stefanini, passa a oferecer também para as instituições de pagamento, após o decreto do Bacen, a funcionalidade de câmbio, em que é possível realizar transações multimoedas, seja entre uma conta e outra ou na compra e venda de dinheiro estrangeiro.

Com a nova regulamentação, qualquer público - pessoa física ou empresa -  pode ter uma conta em moeda internacional, tanto corrente ou poupança, quanto de pagamento, com o objetivo de facilitar transações de câmbio do dia a dia. Para ofertar esse serviço aos clientes, as instituições financeiras do Brasil precisam atualizar seus sistemas com um core bancário que dê suporte a essa modalidade.

Com 30 anos de experiência e atuação em 23 países, a Topaz já possui uma solução completa, reconhecida pelo Gartner no Guia para Banqueiros sobre CBS para América Latina. Agora, a funcionalidade que no Brasil era exclusiva para bancos passa a ser oferecida a outras instituições de pagamento. “Com a atualização do Bacen, qualquer produto que pode ser aberto em moeda nacional, também poderá ser ofertado em outra moeda, desde depósitos à vista a empréstimos em diferentes câmbios e compra de fundos do Bacen. Porém, para isso, é necessário que as instituições financeiras e de pagamentos tenham um core bancário que dê suporte às operações de câmbio, com uma estrutura regulamentada. Por já atuarmos em outros países e em bancos brasileiros, trouxemos com agilidade essa funcionalidade para o mercado local de pagamentos, que está disponível para contratação por todos que possuem o core bancário da Topaz”, explica Jorge Iglesias, CEO da Topaz.

Essa oferta traz uma série de vantagens, entre elas a realização de transações entre contas de moedas diferentes, como real e dólar, a uma taxa de câmbio atualizada diariamente, com a cotação definida pelo próprio dono da instituição, que pode estipulá-la independentemente do valor do mercado, ofertando opções ainda mais atrativas, com valores definidos estrategicamente, trazendo controle e autonomia para a corporação.

“A solução, ao realizar transações entre as contas de diferentes moedas, permite a venda de dólares e compra de pesos, por exemplo, por meio de um processo de paridade. Dentro da função de câmbio, é possível fazer transferências de uma conta a outra, quando necessário, inclusive para não ficar com saldo devedor, uma vez que ela permite a realização de investimentos em diferentes moedas e a contratação de empréstimos. Por informar quanto o usuário tem em dólares, quanto tem em euros, ou em qualquer outra moeda, e dar a posição de ativos e passivos, ele consegue ter controle de todas as suas movimentações, em diferentes câmbios”, conta Flavio Gaspar, head de Produtos da Topaz.

Para ativar a utilização, a instituição financeira ou de pagamento que possui o core bancário da Topaz, ou que quer contratá-lo, precisa apenas cadastrar as moedas que deseja liberar as transações e definir a operativa para iniciar, indicando quais produtos farão parte da opção multimoeda. Após a definição junto à Topaz, as diretrizes passarão por um processo regulatório com o Bacen para entrarem em vigor. A operação de câmbio dos clientes da Topaz pode ser disponibilizada em todos os canais operativos do banco, como agência, ATM, internet banking, entre outros.

“Não é algo que criamos do zero e ainda vamos testar. A expertise adquirida em outros países e no setor bancário no Brasil, nos permitiu trazer algo já consolidado para os clientes de pagamento brasileiros. O conhecimento será replicado nesta área, uma vez que a solução de core banking já apresenta toda conectividade necessária para entrar em operação nos clientes com essa função. É um ganho de tempo e de recursos financeiros, pois, por ser integrada, dispensa a contratação de tecnologias conectoras, sintetizando tudo em um sistema único e completo”, explica Jorge Iglesias.

A solução apresenta recursos de contabilidade, que é feita de forma digital e em tempo real, oferecendo todas as informações necessárias para o banco e para o correntista. Ela funciona para qualquer moeda do mundo, será a instituição contratante que irá definir quais estarão disponíveis para os clientes. “Essa oferta imediata, logo após o decreto do Bacen, reforça o posicionamento da Topaz como uma empresa preparada não somente para o presente, mas para o que vem de novo no futuro financeiro”, finaliza Iglesias, que liderou o projeto da funcionalidade de câmbio juntamente com Flavio Gaspar, head de Produtos; Jorge Visca, Digital Product Manager; Marco Cester, Digital Business Manager; Leonel Marchisio, Digital Product Lead, e Alexandre Albrecht, Digital Business Consultant.

Para conhecer mais sobre o core bancário da Topaz, acesse: https://stefanini.com/pt-br/solucoes/produtos/topaz.

Sobre a Topaz

A Topaz é uma empresa de alta tecnologia que possui a plataforma financeira mais completa do mercado, com soluções que vão de core bancário a open finance, incluindo uma suite multicanal e soluções para tesouraria, mensageria, combate e prevenção a fraude e lavagem de dinheiro. Com mais de 30 anos de experiência no setor, a empresa é reconhecida pelo Gartner como provedora global de sistemas para a América Latina. Integra o Grupo Stefanini desde 2011 e está ativamente comprometida em apoiar empresas a realizar sua transformação digital por meio da oferta de soluções flexíveis, seguras e integradas.

Informações para Imprensa:

DFREIRE Comunicação e Negócios