PESQUISA

Páginas

Parceria entre Educando e Boeing leva atividades aeroespaciais para escolas públicas

 


Parceria entre Educando e Boeing leva atividades aeroespaciais para escolas públicas
Explorando a ciência e o universo, a formação continuada foi direcionada a 2.240 professores de 342 escolas dos estados do Amazonas, Minas Gerais e Paraná


Dezembro, 2021 - Em parceria com a Boeing, a Educando promoveu uma formação continuada com temática aeroespacial para 2.240 professores de Ciências da Natureza e Matemática de 342 escolas públicas de Amazonas, Minas Gerais e Paraná. Por meio do programa STEM Brasil, a Educando desenvolveu atividades que abordam, de forma interdisciplinar, Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

A formação contínua englobou 12 atividades com conceitos aeroespaciais, sendo quatro para cada ano do Ensino Médio. Os professores tiveram uma experiência imersiva em atividades relativas à energia, aviação, tecnologia, astronomia e astronáutica. Também contaram com atividades práticas somadas às habilidades do século XXI, das quais fazem parte as técnicas de solução de problemas, pensamento crítico, aprendizado por perguntas e trabalho em equipe, todas elas essenciais e que colocam os estudantes como protagonistas do aprendizado.

"A intenção da parceria é tornar significativo o aprendizado em STEM, promovendo uma formação contínua para os professores por meio de metodologias ativas. Para que tenham a oportunidade de contar com práticas diferenciadas e oferecer atividades científicas empolgantes, colocando os estudantes no centro do processo de aprendizagem", aponta Marcos Paim, diretor do STEM Brasil. As escolas participantes receberam um kit STEM Brasil, com materiais exclusivos para execução das atividades aeroespaciais.

Um dos impactos esperados é que, a partir das atividades que utilizam metodologias ativas, os alunos compreendam melhor os conceitos das disciplinas STEM (Química, Física, Biologia e Matemática) e, consequentemente, tenham mais interesse por carreiras técnicas e científicas, importantes para o desenvolvimento do país. "Procuramos despertar o interesse dos estudantes por carreiras no setor aeroespacial mostrando, desde cedo, que eles têm capacidade de se destacar na área", adiciona Paim.

Sobre o STEM Brasil
O STEM Brasil começou em Pernambuco, em 2009, e já formou ou está formando um total de 13.548 professores em 1.676 escolas de 21 estados brasileiros, alcançando um impacto positivo em mais de 829 mil alunos. O sucesso levou o programa a ser adaptado para o currículo mexicano, e o siSTEMa Educando México iniciou a formação de professores no país em 2018. Segundo levantamento da consultoria internacional ManpowerGroup, engenheiros e profissionais de TI são cargos em que há grande carência de mão de obra em ambos os países.

O programa oferece aos professores formação exclusiva, seguindo uma metodologia própria, que enfatiza a mão na massa para dar vida ao currículo obrigatório de ciências e matemática dos estados brasileiros. As técnicas de ensino são baseadas em atividades práticas e facilitam o aprendizado de conceitos teóricos. A formação envolve quatro áreas: física, química, biologia e matemática. "O objetivo do STEM Brasil é incentivar o professor a despertar a sua paixão nos alunos", afirma Kelly Maurice, diretora executiva da Educando.

Sobre a Educando
Inspirando Professores > Criando Líderes > Transformando Vidas

Fundada em Nova York em 2002 como World Development and Education Fund (Educando by Worldfund), a organização não-governamental passou a se chamar Educando em junho de 2018. Desde o início, trabalha em parceria com governos locais para trazer investimentos de empresas privadas para projetos educacionais na América Latina. Em 18 anos, a instituição já capacitou aproximadamente 16.093 educadores de 11.914 escolas no Brasil e no México, com impacto a cerca de 6,3 milhões de estudantes.

Redes Sociais
Twitter: @educando_br
Instagram: educando_br