PESQUISA

Páginas

Protocolado requerimento para CPI do IAMSPE

 



Protocolado requerimento para CPI do IAMSPE

Instalação da Comissão agora depende do presidente da ALESP

Por iniciativa da Frente Parlamentar em Defesa do IAMSPE, coordenada pela deputada estadual Professora Bebel (PT-SP), foi publicado nesta quinta-feira (9), no Diário Oficial do Estado, o Requerimento para constituição de Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar irregularidades em terceirizações e privatizações no Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE) e Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE).

Com a subscrição de 32 deputados de diversos partidos, a instalação da CPI depende agora de decisão do Presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Carlão Pignatari, que precisa seguir as normas regimentais que asseguram a instalação de Comissões Parlamentares de Inquérito, conforme a solicitação expressa dos deputados, de acordo com o número de assinaturas exigido.

Segundo a Professora Bebel, trata-se de uma grande conquista dos servidores públicos. "O IAMSPE é nosso. Não é balcão de negócios. Não pode favorecer empresas, como, por exemplo, a Gocil, empresa de segurança e um dos alvos da investigação. Precisamos estar atentos e cobrar do presidente da ALESP a instalação desta CPI", afirma Bebel.


Segundo a Professora Bebel, a CPI do IAMSPE deverá investigar o favorecimento de empresas terceirizadas