Pesquisar

11 de dez. de 2021

Volta às aulas: confira 5 dicas para escolher o colégio ideal para os filhos

 





Volta às aulas: confira 5 dicas para escolher o colégio ideal para os filhos

Especialista do Sistema Farias Brito destaca o que vale considerar para potencializar o aprendizado no Ensino Médio


Com a proximidade do fim do ano letivo, começa a corrida contra o tempo para as matrículas 2022 nas redes de ensino público e privada em todo o país. Escolher a escola ideal para os filhos cursarem o Ensino Médio é uma tarefa que envolve tempo e dedicação de pais e responsáveis, e que deve ser ponderada de acordo com o perfil e os interesses dos alunos.

Após quase dois anos de estudos à distância na pandemia, as atividades presenciais poderão ser retomadas de forma integral. Nesse sentido, o aspecto de infraestrutura escolar ganhou ainda mais relevância na lista de considerações ao escolher o colégio mais adequado para os filhos.

A gerente de serviços educacionais do Sistema Farias Brito (SFB), Ana Paula Souza, explica que as medidas de distanciamento tornaram o processo de busca pela escola ainda mais desafiador. Por conta da pandemia, algumas unidades suspenderam suas tradicionais visitas para conhecer seu espaço físico e infraestrutura.

"Com a retomada que vivemos hoje, esse processo ganha fluidez novamente, mas vale destacar que a infraestrutura é apenas um dos fatores a serem considerados para quem pretende matricular os filhos", afirma.

A especialista em educação do SFB lista outras cinco dicas para quem está em busca da escola ideal. Confira!

1. Alinhamento de Interesses: um dos primeiros passos é entender o perfil do jovem, seus desejos e anseios em relação ao Ensino Médio. Nesta fase, é comum que as pessoas tenham dúvidas sobre a carreira que querem seguir. Ana Paula afirma que o suporte dos adultos é importante no sentido de aliviar o peso das escolhas e de apresentar alternativas no longo prazo. Vale sondar as habilidades e áreas que o aluno se destaca e buscar um colégio que aprimore esses talentos a partir do desenvolvimento da autonomia, criatividade e protagonismo.

2. Organização Curricular: outro ponto a se considerar é o modo como a escola divide os conteúdos estudados em cada ciclo. Para Ana Paula Souza, o ideal é que o terceiro ano do Ensino Médio seja revisional, focado em facilitar a assimilação de temas relevantes e preparar os alunos para exames como vestibular e Enem. Escolas que estimulam a cultura de estudo focado para desempenho de excelência tendem a potencializar o desenvolvimento dessas habilidades, o que permite o alcance de resultados cada vez melhores.

3. Adequação à BNCC e ao Novo Ensino Médio: em 2018, foi homologada a Base Nacional Comum Curricular, um documento normativo que deve ser adotado por todas as redes escolares no Brasil. A BNCC define os caminhos que as escolas devem seguir para a formulação dos currículos de modo a garantir as aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver durante a Educação Básica e o Ensino Médio. Dessa forma, a base determina competências gerais e competências específicas que cada escola deve implementar. A especialista do SFB recomenda que no processo de busca pelo colégio ideal, vale também confirmar se a instituição está adequada à BNCC e sua proposta de projeto de vida.

4. Material Didático: para a gerente de serviços educacionais do SFB, os pais ou responsáveis pelo aluno também devem ficar atentos para os materiais e conteúdos programáticos que estejam ancorados na BNCC, com foco no desenvolvimento de competências e habilidades do Enem e que estejam organizados por área de conhecimento. Destacam-se, por exemplo, materiais que tenham uma linguagem mais atrativa aos jovens e que ofereçam também conteúdos digitais, além de plataformas online para conteúdos complementares, como videoaulas, podcasts, simulador de testes, laboratórios de redação, entre outros.

5. Protagonismo do aluno: antes de bater o martelo na escolha do melhor colégio, Ana Paula Souza destaca um último ponto que vale a pena ser considerado. Avalie se a cultura da escola incentiva o crescimento e a independência dos alunos, de modo a desenvolver autonomia, senso crítico e liderança. Mais do que preparar o aluno para entrar na universidade, o Ensino Médio tem o papel de formar cidadãos para o mundo, de ser a base para uma vida adulta funcional.

Por fim, a especialista do SFB comenta que a educação é um projeto de longo prazo. "O ensino deve ser entendido como ferramenta para os jovens alcançarem seus objetivos, sejam eles quais forem", finaliza.




Sobre o Sistema Farias Brito de Ensino

O Sistema Farias Brito, presente em mais de 300 instituições de ensino pelo país, é um método pedagógico originário da união de dois grandes grupos educacionais brasileiros: a Editora Moderna e a Organização Educacional Farias Brito, reconhecida por ser a que mais aprova nos exames de admissão para as universidades brasileiras, assim como lidera em número de alunos brasileiros que conseguem chegar e ganhar medalhas em olimpíadas internacionais de conhecimento. Nos últimos três anos, o Farias Brito teve finalistas nas olimpíadas de Matemática, Física, Química, Robótica, Informática e até Filosofia. O Farias Brito também é líder nacional há quatro anos no Enem, com 4 notas máximas em Matemática no ENEM 2020. As escolas do grupo também lideraram os vestibulares da USP, Unicamp, Unesp, Colégio Naval, entre outros. A taxa de aprovação dos alunos do FB está entre as maiores do país.

O Farias Brito também é líder nacional há quatro anos no Enem, com 4 notas máximas em Matemática no ENEM 2020. As escolas do grupo também lideraram os vestibulares da USP, Unicamp, Unesp, Colégio Naval, entre outros. A taxa de aprovação dos alunos do FB está entre as maiores do país.

O sistema foi desenvolvido por uma equipe pedagógica especializada em combinar teoria e prática de forma criativa e eficiente. A seleção dos conteúdos e ferramentas digitais com abordagens na medida certa para cada disciplina e nível de ensino, contribui para uma aprendizagem mais efetiva.




Assessoria de imprensa

Danthi Comunicações

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA