YDUQS REALIZA NOVO PROJETO DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

 YDUQS REALIZA NOVO PROJETO DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL EM 13 UNIDADES DO GRUPO


Na fase inicial, estão sendo impactados cerca de 70 mil alunos e 194 coordenadores e a previsão de implantação das ferramentas da Big Brain nas mais de 100 unidades do grupo é julho deste ano

São Paulo, julho de 2021 - Com mais de um ano após o início das aulas remotas no país, as instituições de ensino avançaram na educação à distância, mas ainda há grandes desafios para alcançar o nível de ensino almejado por gestores e docentes. A YDUQS - segunda maior empresa de educação do Brasil e proprietária de universidades como Estácio, Ibmec e Damásio - está com novo projeto de transformação digital, em fase piloto, em 13 unidades das mais de 100 da organização. A previsão de inserir as ferramentas implementadas pela Big Brain , principal parceira da Microsoft na América Latina, em todo o grupo é em julho deste ano.

Durante este período inicial cerca de 70 mil alunos e 194 coordenadores foram impactados. Para potencializar ainda mais o uso das ferramentas Microsoft, a Big Brain oferece cursos de capacitação e acompanhamento da gestão educacional aos docentes. Na YDUQS antes de iniciar o processo de atendimento agendado via Microsoft Teams foram realizadas webinars para explicar e esclarecer dúvidas sobre as soluções tecnológicas.

Aurélio Lessa, coordenador de planejamento da YDUQS, afirma que a pandemia do Covid-19 acelerou ainda mais o processo de implementações tecnológicas. "Conseguimos virtualizar as aulas presenciais, possibilitando que as turmas acompanhem todo ensino pela Microsoft Teams, sem gerar danos no ano letivo. Além disso, houve a continuidade em manter as orientações entre aluno e coordenador, que antes era realizado apenas de forma presencial", enfatiza Lessa.

Um outro fator positivo para as unidades, foi a facilidade do aluno agendar as orientações com coordenador. Com isso, houve uma melhora da métrica de avaliação dos estudantes. "Antes não havia um direcionamento de onde seria a entrevista, com as novas ferramentas foi possível organizar melhor a agenda de todos. Assim, a avaliação do NPS (pesquisa de satisfação) se tornou mais positiva", comenta Thamirys Braga, analista de planejamento acadêmico da YDUQS.

A pesquisa do Mapa do Ensino Superior no Brasil , do Instituto Semesp, revela que em 2021, as matrículas em cursos presenciais de graduação no ensino superior privado diminuíram 8,9% e aumentaram 9,8% na educação a distância. Apesar da queda, as matrículas presenciais continuam sendo a maioria no país, com 71,5% dos alunos neste tipo de graduação. O ensino superior privado continua concentrando as matrículas, com 75,8% dos universitários nestas instituições.

No dia 1º de junho de 2021, a organização educacional iniciou o uso de um novo aplicativo para facilitar ainda mais o agendamento entre professores e alunos. Lessa, coordenador de planejamento, enfatiza que assim como todo projeto é necessário se adaptar e buscar as melhores soluções. "No começo tivemos algumas dificuldades técnicas, mas depois transcorreu com tranquilidade. Tivemos bons feedbacks do corpo docente e alunos, indo de encontro com as tendências tecnológicas", complementa Lessa.

Sobre a Big Brain

Fundada em 2015, a Big Brain, principal parceira da Microsoft na América Latina, desenvolve soluções de tecnologia educacional, empoderando instituições de ensino no processo de transformação digital e criação de projetos de educação tecnológica. Com sede em Curitiba, recebeu diversos prêmios internacionais pelos produtos e serviços inovadores como LATAM (América Latina e região do Caribe) de Parceiros do Ano da Microsoft 2020, nas categorias Customer Experience (Experiências do Cliente) e Diversity and Inclusion Changemaker (Diversidade e Criador de Mudanças de Inclusão). Atualmente, o diretor Arioston Rodrigues está à frente da empresa, conhecida como referência em tecnologia educacional global e atende as necessidades de gestores, professores e alunos das redes privadas e públicas, transformando o mercado de tecnologia educacional.

Comentários