PESQUISA

Páginas

Inteligência Artificial ajuda agilizar atendimento na Justiça

 

Desenho de um círculo

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Inteligência Artificial ajuda agilizar atendimento na Justiça
 

FGV Direito Rio inscreve no LL.M. em Direito, Inovação e Tecnologia até 13 de março
 

A Inteligência Artificial está a serviço do Direito e pode contribuir para inovar na resolução dos processos na Justiça. A ponderação é da professora Yasmin Curzi, que leciona no LL.M. em Direito, Inovação e Tecnologia da Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas (FGV Direito Rio). Com inscrições abertas até 13 de março, o curso promove a articulação entre o Direito e a Tecnologia, capacitando advogados e profissionais de áreas afins em habilidades e competências voltadas para um contexto de transformação digital contínua.
 

Cada vez mais, a inteligência artificial e outras tecnologias têm sido utilizadas para inúmeras atividades, como com a sistematização de precedentes e jurisprudência, análise de texto e smart contracts. De acordo com Yasmin Curzi, há alguns anos tem ocorrido um aumento significativo na criação e na implementação de softwares voltados à automatização de tarefas bastante braçais na atividade advocatícia. Isso se reflete na agilização da formulação de contratos, de petições e outras tarefas cotidianas. “O aprendizado em programação básica pode ser de grande ajuda para quem quer atuar no mercado privado”, assinala.
 

Nesse contexto, Kaline Gomes Santos, que também leciona no LL.M. em Direito, Inovação e Tecnologia da FGV Direito Rio, salienta que o ingresso da computação no ambiente jurídico permite o uso de um alto volume de dados para gerar uma inteligência, o que pode ajudar no processo de decisão de um agente do Direito quando se trata de dados jurídicos. No entanto, a especialista alerta que é necessária capacitação específica para adotar tais práticas. “O processo de desenvolvimento dessa inteligência deve levar em conta o viés que pode ser gerado. Por isso que é importante conhecer as teorias por trás da tecnologia e como lidar com esses dados”, observa.
 

A ampliação do universo digital na vida dos brasileiros — verificada especialmente no período da pandemia, quando o Judiciário passou a adotar atendimento virtual — favoreceu a digitalização de processos. “Com o volume de documentos gerados no meio jurídico, torna-se cada vez mais necessário fazer uso do poder de processamento que a computação oferece. Dessa forma, conseguimos não somente fazer análises com esses dados, mas utilizá-los para gerar uma inteligência”, acrescenta a professora Kaline Gomes Santos.
 

No LL.M. em Direito, Inovação e Tecnologia da FGV Direito Rio, os alunos são apresentados a fundamentos da programação para advogados e às bases de programação em Python. Nesse contexto, ocorre o incentivo ao entendimento dos impactos da automação dessas tarefas básicas no cotidiano, levando-os, até mesmo, a desenvolver códigos rudimentares.
 

Serviço:

Curso: LL.M. em Direito, Inovação e Tecnologia

Data de início: 14/03

Inscrições: até 13/03

Dias da semana e horário: segundas e quartas-feiras, das 19h às 22h.

Informações no link. 

 

 

Insight Comunicação:

Tel.: (21) 2509-5399

E-mail: assessoria.fgv@insightnet.com.br