Pesquisar

11 de abr. de 2022

ENEL DISTRIBUIÇÃO SÃO PAULO INVESTIU MAIS DE R$ 1,6 BILHÃO NA REDE ELÉTRICA EM 2021

 


image.png

ENEL DISTRIBUIÇÃO SÃO PAULO INVESTIU MAIS DE R$ 1,6 BILHÃO NA REDE ELÉTRICA EM 2021

·       Recursos foram destinados em ações de modernização, automação e expansão da rede elétrica, que impactaram positivamente os índices de qualidade;

 

·       Objetivo para este ano é avançar ainda mais em automação da rede, com instalação de mais equipamentos e início de um projeto-piloto de um novo tipo de cabo mais resistente

 

São Paulo, 11 de abril de 2022 – A Enel Distribuição São Paulo, concessionária de energia elétrica que atua em 24 municípios da Grande São Paulo investiu mais de R$ 1,6 bilhão no fortalecimento do sistema elétrico, montante 63,5% superior ao investido em 2020 e volume recorde nos últimos 10 anos. Desde que assumiu a distribuidora, em 2018, foram mais de R$ 4 bilhões investidos principalmente na modernização, automação e ampliação da capacidade da rede elétrica, com foco na melhoria contínua da qualidade do serviço para os mais de 7,4 milhões de clientes atendidos pela companhia.

“Já construímos mais de 1 mil quilômetros de cabos compactos mais resistentes às variações climáticas, isso equivale à distância de São Paulo a Brasília. Além disso, instalamos quase 10 mil equipamentos de automação na rede de distribuição, que permitem isolar trechos da rede elétrica que estão com defeito e restabelecer a energia para a maior quantidade de clientes no menor tempo possível (menos de 3 segundos)”, afirma Vincenzo Ruotolo, diretor de Infraestrutura e Redes da Enel Distribuição São Paulo.

Este ano, a Enel vai avançar ainda mais na automação, com a instalação de mais de 3,2 mil equipamentos de automação de rede, e iniciará um projeto piloto com um novo tipo de cabo compacto ainda mais resistente a interferências externas na rede. “A Enel São Paulo seguirá investindo fortemente para melhorar cada vez mais a qualidade do serviço prestado aos seus clientes em São Paulo”, finaliza o diretor.

Outra ação importante e contínua é o monitoramento do crescimento urbano das regiões. A distribuidora tem um plano consistente de investimento em expansão e modernização do sistema elétrico, trazendo tecnologias de ponta e evoluindo na transformação digital da rede.

 

Indicadores de qualidade

O compromisso com os investimentos contínuos resultou em uma evolução nos indicadores de qualidade. Na comparação de 2021 com 2020, houve uma redução de 10% no DEC (duração das interrupções) e 5,2 % no FEC (frequências das interrupções).  A Enel São Paulo possui atualmente o terceiro melhor FEC e o sétimo melhor DEC do país.

 

Grandes obras

Em toda a sua área de concessão, a Enel está ampliando e modernizando o seu parque que conta com mais de 150 subestações. Entre os destaques estão as subestações Regis, Sumaré, Franca, Itapevi e Guarapiranga, que contaram com investimentos da ordem de R$ 34 milhões em 2021 em obras de ampliação de capacidade, beneficiando mais de 144 mil clientes.

 

Este mês, a Enel concluiu as obras de modernização da Linha de Transmissão Subterrânea (LTS) Centro-Augusta. O projeto, que contou com investimento total de R$ 26,5 milhões, beneficia 13 mil clientes comerciais, residenciais e poder público dos bairros de Santa Cecília, Bela Vista, Consolação, Jardim Paulista e Higienópolis, na região central da capital paulista. O projeto consiste em uma linha de transmissão subterrânea que aumentará em 2,8 quilômetros de extensão. O reforço na capacidade do sistema de subtransmissão traz mais confiabilidade e segurança ao sistema elétrico, melhorando a qualidade do fornecimento de energia e viabilizando a instalação de novos prédios residenciais e estabelecimentos comerciais na localidade.

Também neste mês, a distribuidora deu início às obras da linha de transmissão subterrânea (LTS) Miguel Reale. O projeto, que terá investimento total de R$ 114 milhões, beneficiará cerca de 300 mil clientes residenciais e comerciais. O projeto consiste na construção de duas linhas de transmissão subterrâneas de 4,4 quilômetros de extensão (uma titular e outra reserva), com capacidade de 300 MVA por circuito, operando inicialmente em 88 kV (88.000 Volts). O reforço na capacidade do sistema de subtransmissão traz mais confiabilidade e segurança ao sistema elétrico, melhorando a qualidade do fornecimento de energia e viabilizando o desenvolvimento socioeconômico da região ao permitir a instalação de novos prédios na região. A expectativa é de que a nova linha entre em operação comercial em dezembro de 2023.

Na região do bairro do Ipiranga, na zona Sul da capital, a concessionária está investindo R$ 10 milhões em uma nova linha de distribuição subterrânea. A obra vai beneficiar locais de grande movimentação, como o Museu do Ipiranga, além de valorizar a estética da região com uma rede elétrica subterrânea e integrada ao mobiliário urbano. No total, a obra prevê a remoção de 260 postes em onze vias na região do Parque da Independência. Em uma extensão total de 2,6 quilômetros, a intervenção tem previsão de conclusão para agosto deste ano, com a conversão da rede elétrica aérea para subterrânea, beneficiando 880 clientes, incluindo residências e pequenos comércios, Museu de Zoologia, Capela Sagrada Família e Santa Paulina, hospital do Ipiranga, e o Museu Paulista da Universidade de São Paulo, mais conhecido como Museu do Ipiranga, símbolo daquela região.

 

Sobre a Enel Distribuição São Paulo

A Enel Distribuição São Paulo é uma empresa da multinacional de energia Enel. A companhia é a segunda maior distribuidora do país, respondendo por 10,3% de toda energia distribuída no Brasil e atendendo 7,4 milhões de unidades consumidoras em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital paulista, principal centro econômico-financeiro do Brasil. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

 

Relações com a Mídia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA