Pesquisar

A difusão do Conservadorismo no Brasil


Especialista faz um exame sobre a gênese desta corrente de pensamento

na história dos conservadores pioneiros na política brasileira


 

Para compreender as concepções econômicas e políticas do pensamento conservador e liberal é preciso resgatar as raízes das primeiras figuras que ditaram os princípios deste movimento. Um debate necessário no entendimento sobre como esta corrente percorreu a história, aconteceu no #44 episódio do podcast Liberdade em Foco.


 

O presidente da Fundação da Liberdade Econômica (FLE), Márcio Coimbra, convidou o editor e professor de filosofia política Alex Catharino para uma conversa simples e objetiva sobre o tema. Na ocasião, eles analisaram a influência de Edmund Burk, um dos pais do conservadorismo moderno. Você pode conferir a entrevista no Spotify ou no site da instituição.


 

“Os primeiros expoentes do conservadorismo como forma de gestão buscavam uma liberdade ordenada. Não há liberdade sem autoridade e vice versa. Ou seja, eles pregavam que era necessário que a autoridade acontecesse sem despotismo e a liberdade se manifestasse sem anarquia”, afirmou Catharino.


 

Durante o debate, pôde ser percebido como as bases desta filosofia permeavam a defesa das liberdades individuais, a proteção das instituições políticas, a manutenção de um Estado de Direito em um sistema representativo e também a promoção da economia de livre mercado.


 

Conforme foi destacado pelo especialista da FLE, Burke acreditava na autonomia do parlamentar em defender os seus ideais frente aos abusos do Executivo. Uma das principais críticas do filósofo era destinada ao autoritarismo que provocava fragilidades em um regime democrático.


 

Também foi abordado durante o diálogo como um dos principais políticos brasileiros à época foi influenciado pelas concepções burkenianas. Visconde de Cairu buscou, em sua carreira, resguardar três princípios fundamentais: a defesa da Monarquia Constitucional, a preservação da moral social e também a viabilização de uma economia liberal.


 

No contexto de sua época, Cairu trouxe ao Brasil os ideais conservadores como uma alternativa para combater o crescente extremismo iluminista francês que desencadeava diversas revoluções América Latina afora. Ao longo do episódio o professor comenta como esta iniciativa foi essencial para a definição de como seria feita a estruturação das principais características da república brasileira.


 

O debate completo pode ser conferido no podcast Liberdade em Foco. O programa busca trazer à luz discussões atuais e o exame histórico de temas importantes para a liberdade econômica e o conservadorismo institucional com a avaliação de especialistas capacitados nas áreas em questão. Confira todos os episódios no Spotify e no site da FLE.



 

Sobre a FLE

Fundação da Liberdade Econômica (FLE) é um centro de pensamento, produção de conhecimento e formação de lideranças políticas. É baseada nos pilares da defesa do liberalismo econômico e do conservadorismo como forma de gestão. Criada em 2018, a entidade defende fomentar o crescimento econômico, dando oportunidades a todos. Nesse sentido, investe em programas para a formação acadêmica, como centro de pensamento e desenvolvimento de ideias. Ao mesmo tempo, atua como instituição de treinamento para capacitar brasileiros ao debate e à disputa política.


 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa