Projeto Sementes convida escolas e educadores a implementar educação alimentar e sustentável através de horta pedagógica

 


A iniciativa tem o objetivo de democratizar o conhecimento sobre agroecologia e alimentação orgânica no Brasil, inspirando a curiosidade e incentivando a proteção da natureza
 

 

São Paulo, 09 de setembro de 2022 - Apoiado por Mãe Terra, marca de alimentos naturais e orgânicos, o Projeto Sementes usa hortas pedagógicas para aproximar os jovens da natureza, levando educação alimentar e sobre sustentabilidade para as escolas em todo Brasil. O objetivo é democratizar o acesso ao conhecimento sobre o potencial pedagógico das hortas agroecológicas na construção de um futuro melhor para nossas crianças e para o planeta, inspirando comunidades escolares a abraçarem a iniciativa. O projeto foi idealizado pela Escola Municipal Des. Amorim Lima, em São Paulo, com o apoio do Instituto Pé de Feijão e Mar Bravo, em conjunto com a marca.

 

O Projeto Sementes oferece para educadores de todo Brasil materiais de apoio como: o Manual da Horta Escolar, que traz o passo a passo para a implantação de uma horta escolar em diferentes contextos; o Caderno de Apoio aos Educadores, que traz a base teórica necessária para que os educadores se sintam seguros para trazer os temas para os estudantes, além de diversas atividades; e vídeo-aulas temáticas para toda a rede pública, que trabalham temas como horta, alimentação, compostagem e resíduos, e compreensão do sistema alimentar. Tudo isso de forma 100% gratuita, através do site do Projeto Sementes.

 

O projeto faz parte da plataforma de impacto social da marca, que tem como princípio a valorização dos alimentos com ingredientes naturais e orgânicos. “Acreditamos que a mudança começa pelo nosso prato, o que comemos importa e alimenta a mudança na nossa saúde e no mundo. Por isso, queremos plantar uma semente positiva nas nossas crianças para que tenham um futuro mais saudável e sustentável, criando uma relação de afeto e sabedoria com os alimentos. O Projeto Sementes vai além da horta, despertando a curiosidade das crianças sobre como o alimento é produzido e esse carinho e cuidado pela natureza”, afirma Isis Bialoskorski, gerente de marketing de Mãe Terra.

 

O projeto piloto funciona na EMEF Des. Amorim desde julho de 2020 e já impactou 760 crianças e jovens. A experiência de revitalização da horta já existente da escola deu origem aos materiais disponibilizados pelo Projeto e contou com a co-criação de atividades entre a comunidade educadora da escola e especialistas em agroecologia. Hoje, o projeto trabalha na construção da “Sala da Horta”, um espaço desenhado para ser uma cozinha pedagógica experimental e um local de atividades no meio da horta, que pode ser usado como modelo para todos os tipos de escolas.

 

“Acreditamos no potencial do Projeto Sementes e em como ele pode ser utilizado como um espaço pedagógico e multidisciplinar que amplia os limites da sala de aula e leva estudante e educador para um lugar mais criativo e com mais possibilidades. Nosso objetivo agora é expandir o projeto para outras escolas e, depois, espalhar essas sementes para escolas de outros estados do Brasil”, afirma Luiza Haddad, empreendedora do Pé de Feijão.

 

Para mais informações sobre o Projeto Sementes, acesse o site do projeto. Para entender as possibilidades de implantar a horta em sua escola, basta preencher o formulário no site.


 

Sobre Mãe Terra

A Mãe Terra é líder no segmento de alimentos naturais e orgânicos desde 1979. A sua proposta é a discussão sobre uma alimentação saudável e que respeite o meio ambiente. Além de ser atualmente um dos maiores compradores de orgânicos do Brasil, A Mãe Terra aumenta cada vez mais o número de ações que têm impactos significativos para a indústria de alimentos por que acredita que a mudança começa pelo prato.

Mais informações no site da Mãe Terra.


 

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

InPress Porter Novelli

Comentários