Pesquisar

12 de nov. de 2022

A sociedade do entretenimento do direito sexual e do prazer

 A sociedade do entretenimento do direito sexual e do prazer 

A sociedade do entretenimento, 
do  direito sexual e do prazer 
e tão confusa que deseja tornar, dentro do casamento cristão,
tudo que é repudiável: traição, família desfeita, frouxidão moral,
fantasias sexuais depravadas, amor livre...;
deseja torná-los comportamentos naturais, dignos e santificáveis.

Porém esses mesmos comportamentos
e  todos os estereótipos que a cultura e a religião cristã condenam,
quando são vistos entre homossexuais e  prostitutas,
e nessa mesma condição degradante; a sociedade do entretenimento, 
do direito sexual e do prazer deseja santificar
e dignificar a conduta dessas pessoas.


Para atingir esse objetivo desvirtuam, 
nivelam e colocando relativismos dentro
da estrutura, da família e dos valores cristãos.

Através dessas ferramentas de destruição conseguem
matar os valores cristãos e ainda atender 
a causa e os caprichos sexuais de  grupos.

 

Em síntese usam o cristianismo contra o cristão:
quando o cristão se mostra resistente 
contra essas transformações culturais,
usam os próprios valores cristãos contra os cristãos,
incutindo culpas na alma cristã,
condenando-o por falta de amor e compaixão cristã.

Esse sempre foi o jogo da sociedade relativista e niveladora,
porém os cristãos, em suas fraquezas, excesso de delicadeza e frouxidões
se deixa seduzir pelo relativismo 
e os colocaram para dentro da sociedade conservadora e das igrejas 
como um presente de grego, um cavalo de Troia. 

Nunes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CMC, CIDADE DE MARÍLIA