Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas, como alcalóide, Coréia, asteróide.

 



As regras de acentuação também sofreram grande mudança em face do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, em vigor desde o início do ano.

Eis parte das modificações em foco:

1.) Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi ói das palavras paroxítonas, como alcalóide, Coréia, asteróide.

Eis, a seguir, algumas das palavras atingidas pela reforma, como eram grafadas antes e como serão escritas agora: alcalóide/alcaloide, alcatéia/alcateia, andróide/androide, apóia/apoia, apóio/apoio, asteróide/asteroide, bóia/boia, celulóide/celuloide, clarabóia/claraboia, colméia/colmeia, Coréia/Coreia, debilóide/debiloide, epopéia/epopeia, estóico/estoico, estréia/estreia, estréio/estreio, geléia/geleia, heróico/heroico, idéia/ideia, jibóia/jiboia, jóia/joia, odisséia/odisseia, paranóia/paranoia, paranóico/paranoico, platéia/plateia, tramóia/tramoia.

Observe que essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas terminadas em éi, éu e ói, seguidas ou não de “s”: herói, heróis, troféu, troféus, Niterói, papéis.

2.) Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no e no tônicos quando vierem depois de um ditongo.

Eis alguns exemplos seguidos da nova forma: baiúca/baiuca, bocaiúva/bocaiuva, feiúra/feiura.

Se a palavra for oxítona e o ou o estiverem em posição final, seguidos ou não de “s”, o acento permanece: Piauí, Pirajuí, tuiuiú, tuiuiús.

3.) Não se usa mais o acento nas palavras terminadas em êem ôo(s).

Veja alguns exemplos de como se escrevia e como é a nova forma: abençôo/abençoo, crêem/creem, dêem/deem, dôo/doo, enjôo/enjoo, lêem/leem, magôo/magoo, perdôo/perdoo, povôo/povoo, vêem/veem, vôo/voo, zôo/zoo.

Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.).

Exemplos: Ele tem dois carros/Eles têm dois carros. Ele vem de Sorocaba/Eles vêm de Sorocaba. Ele mantém a palavra/Eles mantêm a palavra. Ele detém o poder/Eles detêm o poder. Ele intervém em tudo/Eles intervêm em tudo.

http://www.oconsolador.com.br/ano2/91/questoesvernaculas.html

Comentários