Ciesp estuda mudanças nas vocações industriais das regiões paulistas, diz Rafael Cervone durante palestra

 


De acordo com presidente do Ciesp, migração de empresas alterou cenário industrial do estado de São Paulo


 

11/5/2023 - O Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) iniciou um estudo para atualizar as vocações industriais mais fortes de cada região do estado de São Paulo. A informação foi dada nesta quinta, pelo presidente da entidade, Rafael Cervone, durante a palestra Macrotendências Mundiais até 2040, ministrada em Mogi das Cruzes para 180 lideranças econômicas e políticas da regional do Alto Tietê.
Segundo Cervone, o Ciesp está trabalhando em parceria com os governos municipais e com o estadual, e usará uma ferramenta de inteligência artificial, que fará simulações customizadas por região.
"Rediscutir essas políticas regionais é muito importante. Se você pegar uma região como o ABC, mais precisamente São Bernardo, por exemplo, você vê que a indústria automobilística migrou de lá para outras regiões do estado, outros estados ou até outros países. Na região de Cubatão, havia uma concentração das indústrias de fertilizantes e químicas, que também migraram para outros lugares. E a gente se pergunta: qual é a vocação agora?", indagou Cervone.
O Ciesp tem 42 regionais e representa 8 mil indústrias paulistas. Hoje, de acordo com ele, um terço das indústrias do país está no estado de São Paulo.
Sobre a região do Alto Tietê, o presidente ressaltou o histórico de diversificação industrial, com carros-chefe como a indústria automotiva, a farmacêutica, a de papel e celulose e a de borracha. Ao todo, a região tem cerca de 500 indústrias, sendo 200 em Mogi.




 

A palestra
Durante a palestra, o presidente do Ciesp, falou sobre oito temas como saúde, educação, tecnologia e meio ambiente, considerando as rápidas mudanças que já estão em curso. O envelhecimento da população, as mudanças de hábito do consumidor e a chamada 4ª Revolução Industrial foram alguns destaques.
"São fenômenos que têm acontecido de forma exponencial, mudando de forma muito rápida e as pessoas, muitas vezes, não percebem essas transformações. Não se adaptam rapidamente e não mudam o rumo para se abrir às oportunidades e não serem engolidos por elas", disse Cervone.
Para José Francisco Caseiro, diretor regional do Ciesp Alto Tietê, a palestra foi bem-vinda, visto que a informação é um bem precioso para as indústrias.
"O perfil da Indústria na região do Alto Tietê vem mudando constantemente. Hoje vemos empresas preocupadas com a geração de energia sustentável, com abastecimento e consumo consciente, práticas necessárias para os dias de hoje. O mundo está avançando como um todo e a indústria precisa ser inovadora, não correr atrás da inovação", disse Caseiro. O evento contou com a participação da vice-prefeita de Mogi das Cruzes, Yamagami Kähler.

 

Assessoria de imprensa do Ciesp
Ricardo Viveiros & Associados Oficina de Comunicação
Adriana Matiuzo Mtb 4.136 (11) 9 5158-6921

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema de Augusto dos Anjos - O Morcego - Enem (2009)

Governo do Estado de São Paulo aprova a eliminação da GIA nas obrigações tributárias

iFood Arraial Estrelado, no Jockey Club de São Paulo, receberá shows de Wesley Safadão, Luan Santana, Zezé di Camargo, Elba Ramalho e muito mais

Banda Sinfônica do Guri de Bauru abre a temporada 2023 com dois concertos em junho, nas cidades de Bauru e Ourinhos

Desenvolve SP lança linhas de crédito de R$ 50 milhões exclusivas para mulheres empreendedoras

Amazon apresenta novo posicionamento de Amazon Prime e amplia sua conexão com o Brasil

Resultado do PIB reforça urgência de política industrial, afirma Rafael Cervone

Com política nacional pesqueira frágil, Brasil é terra próspera para a pesca ilegal

Food Service cresce 21,2% no primeiro trimestre de 2023 com o ‘combo’ de vendas no salão e delivery

Dia Mundial da Bicicleta