Pesquisar este blog

Professor é afastado por pedir que alunos se beijem em sala de aula

 Segundo a denúncia, o acusado prometia dar pontos extras e até dinheiro para quem cumprisse o que ele havia solicitado.



Um professor de artes da escola pública Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, em Salvador (BA), foi denunciado por estudantes e pais por incentivar os alunos a se beijarem em sala de aula.

De acordo com reportagem exibida pelo jornal local Band Cidade, uma aluna relatou que o professor incentivou os alunos a se beijarem – menina com menina e menino com menino – em troca de pontos extras e até dinheiro.

A reportagem afirma ainda que há relatos de que esse comportamento do professor é recorrente e até então nenhuma medida havia sido tomada pela direção da escola.

Na ocasião, pelo menos 37 adolescentes, entre 11 e 12 anos, estavam presentes na sala de aula.

O caso aconteceu no último dia 11 de novembro e o acusado foi afastado pela Secretaria de Educação, que instaurou um processo administrativo para apurar o procedimento. Além disso, duas mães de estudantes prestaram queixa contra o educador na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente.

ara o Deputado Federal Capitão Derrite, o ocorrido é um absurdo, pois “os pais confiam os filhos à escola para que sejam EDUCADOS, não DOUTRINADOS”, escreveu em uma postagem feita no seu perfil no Instagram. No vídeo postado ele pede: “Fiquem de olho nas crianças, no que é ensinado na sala de aula e de olho também nesses pseudo-professores que pregam ideologia de gênero. A gente fala, vocês acham que é uma teoria da conspiração e não é”. Confira:

Sexualização e ideologia de gênero nas escolas

Essa mesma preocupação é a do Pastor Valber Barboza, responsável pelo grupo Força Teen Universal (FTU), que realiza um trabalho com milhares de pré-adolescentes, com idade entre 11 e 14 anos, em todo o Brasil. Uma vez que é na adolescência que o caráter do ser humano começa a ser moldado e tem início a definição de seu caminho na vida. Por isso, o grupo incentiva os integrantes a fazerem boas escolhas, tendo como base a Palavra de Deus.

“O que preocupa muito é a abordagem desses temas de ideologia e sexualidade na escola, como se isso fosse mais importante do que a escolarização, a capacitação, a formação dos estudantes. E é muito perigoso que as escolas comecem a se tornar um palanque de ideologias, se tornar um ambiente de doutrinação e, salvo se as crianças e adolescentes denunciarem, como que os pais vão saber o que de fato acontece no período de quatro ou cinco horas, e as vezes até 7 horas, que o aluno passa na escola, quando esta é de ensino integral?”, questiona.

Por isso, é muito importante que os pais se envolvam no cotidiano dos filhos, sejam presentes, sempre mantendo um diálogo aberto, sendo amigo, para que eles se sintam seguros e com liberdade para falar com os pais acerca de qualquer assunto.


FONTE:https://www.universal.org/noticias/post/professor-e-afastado-por-pedir-que-alunos-se-beijem-em-sala-de-aula/